Tetralogia de Elena Ferrante vira peça de teatro em Londres

"My brilliant friend" é inspirada na série da escritora italiana

Edição em italiano de 'A amiga genial', livro que abre a tetralogia napolitana
Edição em italiano de 'A amiga genial', livro que abre a tetralogia napolitana (foto: Ansa)
16:41, 24 FevLONDRES ZLR

(ANSA) - A célebre tetralogia da misteriosa escritora italiana Elena Ferrante sairá pela primeira vez das estantes das livrarias para o palco dos teatros.

Neste sábado (25), estreará em Londres, capital do Reino Unido, a peça "My brilliant friend", tradução em inglês para "A amiga genial", título do primeiro dos quatro volumes da série.

A peça será encenada no Rose Theatre Kingston, no sudoeste da cidade britânica, sob direção de Melly Still e protagonizada pelas atrizes Niamh Cusack e Catherine McCormack, que farão os papéis de Lenù e Lila, respectivamente.

A apresentação será dividida em duas partes, e o público poderá assistir a elas tanto no mesmo dia quanto em datas diferentes. A chamada tetralogia napolitana de Ferrante inclui, além de "A amiga genial", os livros "História do novo sobrenome", "História de quem foge e de quem fica" e "História da menina perdida".

Os três primeiros volumes já foram lançados no Brasil, e o último deve chegar às livrarias do país ainda neste semestre. A série conta a história de duas amigas da periferia de Nápoles, Lenù (apelido de Elena) e Lila, escrita pela primeira após o repentino desaparecimento da segunda.

A narrativa começa com Lenù recebendo a notícia de que Lila havia sumido sem deixar rastros, cumprindo um antigo desejo de "desmaterializar-se". Irritada, ela decide colocar em preto no branco toda a trajetória de sua amizade, desde a primeira infância até a velhice.

Como pano de fundo, Ferrante descreve as tensões enfrentadas pela Itália e por Nápoles no pós-Guerra, como os anos de chumbo, o fascismo, o comunismo e o crescimento da Camorra, e a tentativa das duas amigas, cada uma a seu modo, de se libertarem da vida de miséria, exploração e violência à qual nasceram condenadas.

A tetralogia já vendeu mais de 2 milhões de exemplares no mundo todo, um sucesso que também se deve à decisão da escritora de se manter no anonimato - embora não faltem especulações sobre sua real identidade. Em breve, "A amiga genial" também deve virar uma série de televisão na Itália. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA