Festival de Cannes será palco de debate sobre assédio

Atrizes se mobilizarão para ajudar vítimas de abusos

Festival de Cannes será palco de debate sobre assédio
Festival de Cannes será palco de debate sobre assédio (foto: ANSA)
16:44, 13 AbrLECCE ZLR

(ANSA) - O Festival de Cannes, que ocorre entre os dias 8 e 19 de maio, dará destaque à mobilização contra o abuso e o assédio sexual.

O anúncio foi feito pela atriz italiana Jasmine Trinca, que recebeu, nesta sexta-feira (13), durante o Festival de Cinema Europeu, o prêmio "Oliveira de Ouro" pela sua carreira.

"O nosso movimento na Itália, o 'Dissenso Comune', criado por um grupo de atrizes italianas, agora será divulgado para todas as mulheres", explicou Trinca.

Segundo ela, os movimentos contra a violência sexual se reunirão em Cannes para tentar criar uma "federação" que apresente "propostas concretas".

"Como a criação de um código ético, a 'limpeza' dos locais de trabalho, a extensão do tempo para apresentar denúncias contra abusos e a criação de um fundo pela tutela legal de vítimas", acrescentou.

As campanhas contra o assédio ganharam força em 2017, após o produtor cinematográfico Harvey Weinstein ser acusado de abuso por dezenas de mulheres.

Desde então, através dos movimentos "MeToo" ("Eu também") e "Time's Up" ("Seu tempo acabou"), diversas mulheres foram inspiradas a relatar situações de violência sexual. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA