Morre, aos 72 anos, a sambista Beth Carvalho

A compositora estava internada desde janeiro

Beth Carvalho sofreu infecção generalizada durante internação
Beth Carvalho sofreu infecção generalizada durante internação (foto: Dhavid Normando/Futura Press)
19:35, 30 AbrSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A cantora e compositora Beth Carvalho morreu, aos 72 anos, no final da tarde desta terça-feira (30), no Hospital Pró-Cardíaco, em Botafogo, zona sul do Rio, onde estava internada desde janeiro deste ano.

O hospital informou que não vai divulgar a causa da morte da artista, mas seu empresário confirmou que ela sofreu infecção generalizada.

Com mais de 50 anos de carreira e dezenas de discos, Beth Carvalho lançou nomes como o cantor Zeca Pagodinho, que só se referia a Beth como madrinha, Arlindo Cruz, Almir Guineto e o próprio grupo Fundo de Quintal, que ficou famoso por meio da cantora. Zeca Pagodinho ficou muito abalado com a notícia e, por intermédio de sua assessoria, disse que "não tinha condições de falar hoje".

Mangueirense de coração e torcedora do Botafogo, suas duas grandes paixões, Beth também lançou o cantor e compositor Jorge Aragão, entre outros. Ela sofria de um problema de coluna havia vários anos e recentemente fez alguns shows deitada em uma cama, sem conseguir sentar por causa das fortes dores. Na página oficial da artista nas redes sociais, foi divulgado o seguinte texto:

"Queridos amigos e fãs, nossa querida Beth Carvalho partiu hoje as 17h33, cercada do amor de seus familiares e amigos. Agradecemos todas as manifestações de carinho e solidariedade nesse momento. Beth deixa um legado inestimável para a música popular brasileira e sempre será lembrada por sua luta pela cultura e pelo povo brasileiro. Seu talento nos presenteou com a revelação de inúmeros compositores e artistas que estão aí na estrada do sucesso. Começando com o sucesso arrebatador de 'Andança', até chegar a Marte com 'Coisinha do Pai', Beth traçou uma trajetória vitoriosa laureada por vários prêmios, inclusive um Grammy pelo conjunto da obra. Assim que possível, informaremos sobre o sepultamento".

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, soltou uma nota lamentando a morte de Beth Carvalho. Ele disse que a música da cantora é trilha sonora de sua vida. "Seus sambas embalaram da minha infância até os dias de hoje". Ele se solidarizou com os familiares e amigos da sambista. "Essa grande intérprete do samba carioca reuniu, ao longo de cinco décadas, fãs de todas as idades, unindo o país em torno da beleza da sua voz e das suas canções". (ANSA)

Fonte: Agência Brasil

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA