Filho de vítima da máfia critica filme sobre Tommaso Buscetta

"O Traidor" estreará no dia do aniversário de atentado

Pierfrancesco Favino é o protagonista de
Pierfrancesco Favino é o protagonista de "O Traidor" (foto: ANSA)
14:59, 14 MaiSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O filme "O Traidor", do cineasta Marco Bellocchio e que narra a história do mafioso Tommaso Buscetta, o primeiro grande delator da Cosa Nostra, virou motivo de polêmica na Itália por causa de sua data de lançamento.

Concorrente à Palma de Ouro no Festival de Cannes, o longa chegará aos cinemas italianos em 23 de maio, data do aniversário de 27 anos do massacre de Capaci, atentado que matou o juiz antimáfia Giovanni Falcone, sua esposa e três agentes da escolta.

Em uma mensagem no Instagram, Giovanni Montinaro, filho de Antonio Montinaro, um dos policiais que faziam a segurança de Falcone, lamentou a escolha da data. "Sinceramente, a estreia em 23 de maio é apenas marketing. Como órfão daquele massacre, me permito dizer que é decididamente ofensivo", disse.

O texto foi publicado em resposta a uma postagem do ator Pierfrancesco Favino, que interpreta Buscetta. "Caro Giovanni, acho que posso garantir que o desejo na escolha da data é de homenagear e lembrar aquele dia, sem querer se aproveitar de um evento tão trágico", respondeu Favino.

Em seguida, o próprio Montinaro agradeceu pela resposta do ator e disse que era melhor ter mandado uma mensagem "privada". "Mas você deve entender, certos assuntos não me permitem refletir", acrescentou.

 
 
 
Visualizar esta foto no Instagram.

"Me n’ero andato, mi ero tolto di mezzo ma a Riina non bastò, mezza famiglia mi fece scannare" #IlTraditoreFilm dal 23 maggio al cinema #Cannes2019 #MarcoBellocchio

Uma publicação compartilhada por Pierfrancesco Favino (@pierfrancescofavino) em

Buscetta (1928-2000) era chefe do clã Porta Nuova e fugiu para o Brasil duas vezes para escapar da guerra deflagrada pelos Corleone pelo controle da máfia na Sicília. Na segunda delas, decidiu colaborar com a Justiça e com o juiz Falcone e deu informações inéditas sobre o funcionamento da Cosa Nostra.

"O Traidor" é uma coprodução entre Itália, Brasil, Alemanha e França e faz parte da seleção oficial do Festival de Cannes, que começa nesta terça-feira (14). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en