Obra de Banksy protesta contra cruzeiros em Veneza

Instalação do artista já foi removida pela polícia

Instalação de Banksy em Veneza, na Itália
Instalação de Banksy em Veneza, na Itália (foto: ANSA)
19:33, 23 MaiVENEZA ZLR

(ANSA) - O artista de rua Banksy apresentou uma obra inédita em Veneza, na Itália, para ironizar a passagem de navios de cruzeiro pela cidade.

A instalação foi montada em 9 de maio, dois dias antes do início da 58ª Bienal de Arte de Veneza, mas acabou removida pouco depois porque não tinha autorização da polícia municipal.

Sua autoria, no entanto, foi "reivindicada" apenas nesta quarta (22), com um vídeo na página de Banksy no Instagram. "Montando meu estande para a Bienal de Veneza. Apesar de ser o maior e mais prestigioso evento de arte do mundo, por alguma razão eu nunca fui convidado", escreveu o artista.

 
 
 
Ver essa foto no Instagram

. Setting out my stall at the Venice Biennale. Despite being the largest and most prestigious art event in the world, for some reason I’ve never been invited.

Uma publicação compartilhada por Banksy (@banksy) em

Sua obra, chamada "Veneza em óleo", mostrava uma espécie de quadro "desconstruído" que, em nove telas de tamanhos e formatos diferentes, exibia um navio de cruzeiro atravessando a Bacia de San Marco, no centro histórico da cidade.

A retirada das grandes embarcações da Lagoa de Veneza, que sofre com o assoreamento do solo, é uma reivindicação de boa parte dos moradores da cidade, mas as autoridades municipais, regionais e nacionais ainda não conseguiram cumprir esse objetivo, apesar de inúmeras promessas feitas nos últimos anos.

Há poucos dias, o surgimento de um mural na fachada de um edifício histórico gerou rumores sobre a presença de Banksy em Veneza. A obra mostrava um menino segurando um sinalizador usado por migrantes para pedir socorro no Mediterrâneo e tinha o inconfundível estilo do artista, mas sua autoria nunca foi confirmada. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA