Academia do Oscar aumenta participação de mulheres e negros

Medida é mais um passo para elevar a diversidade e inclusão

Academia do Oscar aumenta participação de mulheres e negros
Academia do Oscar aumenta participação de mulheres e negros (foto: ANSA)
12:07, 03 JulNOVA YORK ZCC

(ANSA) - Em mais um passo para aumentar a inclusão e diversidade, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas de Hollywood anunciou na última segunda-feira (1) que convidou 842 novos membros de 59 países, sendo que a metade é de mulheres.

A medida representa uma igualdade de gênero alcançada pela primeira vez no Oscar. Além disso, cerca de 29% dos novos convidados são afrodescendentes.

De acordo com comunicado, a Academia ainda informou que, em 2015, a quantidade de mulheres chegava a apenas 25% de seus integrantes, agora somam 32% entre os setores de direção, produção e roteiro. Já a representação dos negros duplicou: o que era 8%, em 2015, atingiu 16%, em 2019.

Ao todo, a entidade tem mais de seis mil membros em 17 setores da indústria cinematográfica. Entre os novos integrantes estão a cantora e atriz Lady Gaga, a atriz Claire Foy, o ator Tom Holland e a atriz Elisabeth Moss.

Desde 2016, a Academia tem feito uma campanha na tentativa de aumentar a diversidade entre seus membros, principalmente depois de ser alvo de críticas por ter uma quantidade superior de homens, brancos e mais velhos.

A próxima edição da cerimônia do Oscar, principal premiação cinematográfica, está prevista para acontecer no dia 9 de fevereiro de 2020. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA