Museu Egípcio de Turim faz visitas guiadas online ao acervo

Internautas podem conhecer obras com ajuda do diretor do local

Museu Egípcio de Turim está fechado por conta da pandemia do novo coronavírus
Museu Egípcio de Turim está fechado por conta da pandemia do novo coronavírus (foto: ANSA)
11:24, 25 MarTURIM ZGT

(ANSA) - Uma das visitas guiadas mais disputadas do Museu Egípcio de Turim, na Itália, está disponível para todas as pessoas de maneira gratuita e online a partir deste mês.

O "Passeio do Diretor", um tour realizado pelo diretor do Museu, Christian Greco, será transmitido online todas as quintas-feiras e sábados, nos meses de março e abril, no YouTube da atração. Em períodos normais, o tour ocorre apenas para 30 pessoas por vez, que precisam reservar o passeio com muita antecedência.

Além de conhecer as obras de um dos maiores museus do tipo, Greco escolhe um setor para se aprofundar e apresentar curiosidades.

"Desde sempre eu acredito que o Museu Egípcio deve ser um patrimônio compartilhado e que pertence a todos. E, neste momento, em que estamos fechados para o público e obrigados a ficar em casa, é para nós um dever tornar acessível o local e nos colocarmos à disposição da comunidade", destaca o diretor.

Segundo Greco, o "espírito e o objetivo dessa operação" é dar um "presente para todos que tem a vontade de conhecer juntos a nossa coleção, entender a história das peças que chegaram aqui e que são conservadas pelo Museu há quase 200 anos".

 

Além das visitas guiadas em vídeo, a entidade está desenvolvendo outras campanhas nas redes sociais para que as pessoas conheçam o acervo. Entre elas, estão sendo divulgados vídeos criados por egiptólogos e pelos curadores de mostras com curiosidades, além de uma série de vídeos com análises científicas dos itens.

Assim como todos os outros aparelhos culturais italianos, o Museu Egípcio está fechado para o público para evitar aglomerações, o que ajuda a espalhar ainda mais o novo coronavírus (Sars-CoV-2) na Itália.

Atualmente, o país é o segundo em número absoluto de casos, com quase 70 mil infectados, e mais de 6,8 mil mortes registradas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA