De restaurante familiar, chefe italiano cozinha em SP

Cozinheiro estará no restaurante Pomodori até este sábado (31)

Andrea Picotti está no restaurante Pomodori
Andrea Picotti está no restaurante Pomodori (foto: Ansa)
19:22, 30 OutSÃO PAULO ZAR

(ANSA) - A família é algo de extrema importância para o talentoso chefe italiano Andrea Picotti e, por isso, ela é fundamental na hora de cozinhar e de criar novos e deliciosos pratos.

 


    Junto do seu pai, Giuseppe, e do seu irmão, Alessandro, o cozinheiro comanda o restaurante D'La Picocarda, na cidade de Barge, no interior do Piemonte. O estabelecimento ainda conta com a participação da sua irmã, Francesca, que prepara os doces, e da sua mãe, Caterina, que cuida do salão. Com sua culinária típica e familiar, Picotti é um dos 20 chefes de todas as regiões italianas que estarão em São Paulo até este sábado, dia 31, para a 4ª Settimana della Cucina Regionale Italiana.

 


    No evento, que começou no dia 24 de outubro, os renomados cozinheiros serão responsáveis por criar um menu único e exclusivo e comandar, cada um, um restaurante da capital paulista.

 


    Em seu cardápio, as opções de entrada são fraldinha de vitelo com molho de atum e anchovas ou carne crua com aromas. Já para o primeiro prato, pode-se escolher entre ravióli de três carnes e verduras com molho de assado na manteiga e sálvia e nhoques de batata com queijo Castelmagno.

 


    Para o segundo prato, as opções são perna de vitelo cozida ao vinho tinto com batatas ao forno ou carré de cordeiro laqueado ao mel e cama de legumes. E em relação à sobremesa, o chefe propõe uma espuma de torrone com chocolate amargo ou panacota ao açafrão, ervilha com gengibre e calda de morangos.

 


    Picotti é o chefe temporário do restaurante Pomodori, que se localiza no Itaim. O preço por pessoa do almoço é de R$ 59 e do jantar é de R$ 108.

 


    Em entrevista à ANSA, o representante do Piemonte na "settimana" afirmou que a gastronomia da região está muito ligada com a natureza e contou que ingredientes diversos conseguem mudar a cara e gosto final de qualquer prato.

 


    ANSA: Qual a peculiaridade da gastronomia italiana? O que a caracteriza?

 

Picotti: No meu modo de ver, a peculiaridade da cozinha italiana é a capacidade de exaltar o alimento em si, sem muita manipulação, aproveitando com sabedoria as matérias-primas e os conhecimentos adquiridos com o tempo. Uma das características da culinária italiana é o regionalismo, isto é, a possibilidade de provar pratos que, apesar de partirem de ingredientes similares, variam em sabor e aparência de acordo com cada lugar.

 


    ANSA: Quais os principais elementos da cozinha do Piemonte?

 

Picotti: A culinária da minha região é caracterizada pela sazonalidade das matérias-primas que usamos, sendo nossa cozinha muito ligada àquilo que a natureza nos fornece, partindo da fruta e chegando até o vinho, que é um elemento muito presente na nossa cultura, seja na cozinha, para a preparação de pratos, seja na mesa, como acompanhamento desses últimos.

 


    ANSA: E quais os ingredientes típicos da região?

 

Picotti: Os principais elementos da culinária regional piemontesa são as carnes vermelhas, as verduras - muito presentes na nossa cozinha, tendo em vista nossa tradição agrícola -, o arroz e a inevitável massa. O Piemonte exibe uma grande tradição de massas frescas e recheadas.

 


    ANSA: Você já esteve no Brasil? O que pensa sobre a gastronomia local?

 

Picotti: Sim, já estive no Brasil, onde pude conhecer e experimentar um pouco da sua tradição. A cozinha brasileira possui um grande potencial, tendo em vista a grande tradição culinária brasileira e a possibilidade de aproveitamento de matérias-primas muito diversas entre si e com uma contínua disponibilidade no mercado.

 


    Informações: http://www.settimanacucinaitaliana.com.br/

De 24 a 31 de outubro

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA