Conheça o cannoli, o doce italiano que conquistou o mundo

Iguaria típica é feita de massa frita recheada com creme de ricota

Conheça o cannoli, o doce italiano que conquistou o mundo
Conheça o cannoli, o doce italiano que conquistou o mundo (foto: Luciana Ribeiro/ANSA)
16:06, 18 NovSÃO PAULO Luciana Ribeiro

(ANSA) - "Leave the gun, take the cannoli" ("Deixe a arma, pegue o cannoli") é uma das frases mais famosas do cinema, consagrada por Peter Clemenza em "O Poderoso Chefão", e faz referência a um dos doces mais tradicionais da Itália, que ganhou fãs em todo o mundo.


    Cannolo (no singular) e Cannoli (no plural) significa "pequeno tubo" e é o nome dado à sobremesa italiana de massa doce frita em formato de tubo, que pode ser recheado com um creme a base de queijo ricota ou mascarpone, baunilha, chocolate, pistache, frutas cristalizadas, vinho Marsala e limão siciliano .


    Originário de Palermo, no sul da Sicília, os cannoli são bem populares na cozinha italiana e costumavam ser preparado na época festiva do carnaval. Hoje, porém, pode ser encontrado durante todo o ano. No Brasil, a receita chegou com a imigração italiana, mas sofreu adaptações devido à falta de ingredientes originais. "Os cannoli foram "abrasileirados", disse à ANSA o cannoleiro Alexandre Leggieri, que vende o doce no bairro do Bixiga, em São Paulo.


    "Eu, por exemplo, mudei um pouco a receita da minha nonna e coloquei alguns ingredientes não tão típicos na Itália, como o doce de leite, o creme de amendoim", contou.


    Por ser de tradição caseira, cada família na Itália costuma adaptar os recheios, que variam de região para região. "Mas o importante é fazer a massa no dia anterior, manter a crocância e a cremosidade", explicou Luis Vilela, chef confeiteiro da Venchi.

 

    Filho de italianos, o ambulante Antônio Garcia vende cannoli nos intervalos das partidas de futebol do Clube Atlético Juventus, na Rua Javari, na Mooca. "Esse doce é uma tradição de 42 anos aqui no bairro. O primeiro cannoli que fiz foi um canudinho de massa folhada recheado com creme e chocolate", disse Garcia em entrevista à ANSA.


    Um dos orgulhos culinários da Sicília, os cannoli chegaram ao Brasil, tiveram as receitas modificadas, mas não perderam a essência. De acordo com o chef italiano Sauro Scarabotta, o doce "não perde a identidade italiana, mas deixa entrar a brasilidade".


    A ANSA separou os principais lugares para saborear o tradicional doce em São Paulo, cidade considerada a maior em número de italianos fora do país europeu.


    •Cannoleria do Alexandre Leggieri: Praça Dom Orione, na feira de antiguidades do Bixiga;

 

    •Flávio Federico Dolci: Alameda dos Arapanês, 540, em Moema;

 

    •Restaurante Taormina : Alameda Itu, 251, no Jardins;

 

    •Cannoli do Sr Antônio: R. Javari, 117, na Mooca, em dias de jogos do Juventus;

 

    •Mangiare Gastronomia: Av. Imperatriz Leopoldina, 681, na Vila Leopoldina.


    Caso queira preparar em casa, é só seguir passo a passo a receita do chef Alexandre Leggieri:

 

    Massa:

    300g de farinha

    1 xícara (chá) pequena de açúcar

    2 colheres (sopa) de manteiga

    1 ovo

    1 gema

    1 clara (reservar para fechar o tubo)

    2 colheres (chá) de chocolate em pó

    1 colher (café) cheia de canela em pó

    10ml de cachaça

    50ml de vinho licoroso branco

    Baunilha a gosto

    1 colher (chá) de flor de água de flor de laranjeira

 

  Creme de ricota:

  450g de ricota fresca

  1 xícara (chá) de açúcar

  1 colher (sopa) de baunilha

  ½ colher (sopa) de água de flor de laranjeira

  150g de frutas cristalizadas

 

  Montagem:

  Pistache triturado /cereja a gosto (para enfeitar)

 

  Modo de preparo:

    Massa: Misture todos os ingredientes em temperatura ambiente. Sove tudo por no mínimo dez minutos até a massa ficar lisa e homogênea.
    Abra a massa com um rolo de macarrão numa espessura fina e corte com um aro e enrole em tubos de alumínio untado.
    Frite em óleo quente e deixe secar em uma peneira de aço. Não coloque papel toalha, pois os tubinhos irão encharcar.

 

  Creme de ricota:

    Escorra o soro da ricota, lave e processe com todos os ingredientes (menos as frutas cristalizadas), ate ficar lisa, cremosa e homogênea. Acrescente as frutas cristalizadas e leve à       geladeira por cerca de dez minutos.


  Montagem:

   Para montar, recheie os tubos com o creme e decore com a cereja cortada ao meio numa das extremidades e com o pistache triturado na outra. Polvilhe com açúcar confeiteiro e sirva. Rende cerca de 30 canudinhos. (ANSA)

 

 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA