Após Brexit, May assume como nova premier pedindo união

Após Brexit, May assume como nova premier pedindo união
Após Brexit, May assume como nova premier pedindo união (foto: EPA)
20:01, 13 JulLONDRES Por Beatriz Farrugia e Sarah Germano

(ANSA) - Após David Cameron deixar o cargo de premier do Reino Unido nesta quarta-feira, dia 13, a conservadora Theresa May assumiu em seu lugar, se tornando a segunda primeira-ministra da história da nação, após Margaret Thatcher.
   
May, que terá a difícil tarefa de liderar a saída do Reino Unido da União Europeia (UE), pediu a união do país em seu primeiro pronunciamento como chefe de Governo.
   
Após a maioria dos britânicos decidir, no final de junho, pela saída do bloco econômico, Cameron anunciou que deixaria o cargo, pois não se considerava a pessoa mais indicada para liderar o processo - o qual, assim como May, era contra.
   
Desta forma, ficou para a conservadora, após a saída de Cameron, enfrentar a fase mais difícil do "Brexit" e todas as suas consequências políticas, econômicas e sociais.
   
Para o reitor da London School of Business and Finance (LSBF), Maurits van Rooijen, existe "a expectativa de que May dará alguma estabilidade [ao cenário político], da mesma maneira que Thatcher deu há algumas décadas durante circunstâncias difíceis".
   
"Especialmente em momentos de incerteza, uma voz forte e uma mão firme é a melhor esperança para resolver as demandas do futuro próximo", acrescenta.
   
Em meio a este momento delicado para o Reino Unido, o diretor acadêmico da German International Graduate School of Management and Administration (Gisma), Steve Priddy, acredita que a divisão no país deve aumentar, se refletindo no Parlamento, onde a maioria se declarou a favor do "Remain".
   
"Ficou bastante claro que o Brexit poderá ser fácil ou muito duro. Vamos ter uma visão mais precisa de sua maneira de governar quando conhecermos seu gabinete ministerial para lidar com o Brexit". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA