A 'rica cozinha pobre' da Toscana encanta pela simplicidade

A 'rica cozinha pobre' da Toscana encanta pela simplicidade (foto: Wikicommons)
13:38, 08 Mar zbf

(ANSA) – A Toscana aparece no imaginário de muita gente como uma paisagem cheia de campos floridos, colinas e construções medievais. Mas a região, cuja capital é a efervenceste Florença, é muito mais do que um cenário romântico.

A gastronomia toscada é caracterizada por influência camponesa e preserva tradições milenares, com pratos simples e rústicos, dando força ao bordão de “ricca cucina povera” (rica cozinha pobre).

Um dos exemplos é o “crostini”, simples pão tostado com várias opções de coberturas, de patê de fígado de frango a funghi.

Muitos pratos da região também levam as carnes de caça como ingrediente central, como a “bistecca alla fiorentina”, ou carne de javali, “cingliali”, preparada de várias maneiras.

Não deixe de prová-lo com uma massa fresca, como o “pici”, popular em Siena, ou o “pappardelle”, também servido com ragu de lebre ou pato. E não se assuste porque, na Toscana, até os restaurantes mais finos servem o “piccione”, pombo selvagem, com sabor semelhante a uma cordona. 

Uma bela tábua de frios também (tagliere di salumi) não pode faltar aos que passam por Toscana. As tratorias oferecem degustações de salames Finocchiona (com erva-doce) e Cinghiale (de javali), e dos presuntos Spalla Toscana e Capocollo. 

Já um doce famoso entre os toscanos é o panforte, feito com farinha, mel, amêndoas, frutas cristalizadas e especiarias, típico de Siena. 

Quanto aos vinhos, a Toscana rivaliza com o Piemonte pelo título de melhor região vinícola da Itália, com o Brunello e o Chianti como os mais famosos.(ANSA)

*Informações contidas no livro "Itália: Para Comer e Beber Bem", lançado em 2017 por Gerardo Landulfo e Juscelino Pereira.

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en