Laura Pausini, a 'italiana mais brasileira do mundo', conquista SP

Cantora abriu sua turnê no Brasil com show no Credicard Hall

Laura Pausini, a 'italiana mais brasileira do mundo', conquista SP (foto: FLAVIO CORVELLO/Futura Press)
12:00, 21 AgoSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - Por Gabriel Nunes - 15 minutos depois do horário marcado, os aplausos já pediam sua presença. De repente, sem que ninguém percebesse que ela já estava no palco, uma cortina preta desaba e Laura Pausini aparece, em look todo preto e jaqueta brilhante. Dizendo-se "a italiana mais brasileira do mundo", a cantora abriu a turnê de "Fatti Sentire" nesta segunda-feira (20) em São Paulo, no Credicard Hall.

As cadeiras marcadas não foram suficientes para conter a plateia. A cada música animada, os fãs da artista italiana se levantavam e cantavam junto, pulavam e dançavam, mesmo que não fosse permitido e que muitos reclamassem.

"Vocês me ajudam a esquecer os problemas nos dias tristes, me dão força para acreditar em mim mesma depois de 25 anos", declarou Pausini, emocionada. A primeira vez que a cantora veio ao Brasil foi em 1993, ano de lançamento de "La Solitudine", sua marca registrada.

Em meio a brincadeiras e piadas feitas em um sotaque arrastado, Pausini falou com o público em português e pediu que os italianos a desculpem, mas ela quer ficar por terras brasileiras. "Essa noite eu quero me dar inteira para vocês. Não gosto das coisas pela metade", disse.

O concerto lançou o 13º disco de seus 25 anos de carreira, chamado "Fatti Sentire". Para celebrar esse aniversário, o show revive os antigos sucessos e comemora as canções novas. Pausini abriu com "Non è detto", do álbum novo, assim como "Frasi a metà", "No River is Wilder" e "Fantastico", mas também trouxe "Simili", de 2015, "Se Fue", de 1993, e apresentou em português as músicas "Tudo o que eu vivo" e "Inesquecível", ambas de 1996.

Os setlists da cantora mudam a cada região em que ela se apresenta a fim de agradar o público local. E já que os brasileiros preferem que ela cante em italiano, as versões em espanhol aparecem em poucas canções. Assim, a maior parte do show é feita em sua língua nativa, mas português, inglês e espanhol também acompanham o repertório.

Em um momento do show, a cantora chamou dois fãs para cantarem com ela no palco. Uma delas, Pausini afirmou que já conhecia.

Seu nome é Larissa e ela acompanha a italiana desde o seu primeiro momento no Brasil. O outro era Rafael, que chamou atenção da cantora na plateia e ganhou uns minutos no palco.

Assim, em uma noite que deveria ser sentada, Laura Pausini conquistou São Paulo em pé, animou todos do Credicard Hall e promete muito mais nos shows que ainda estão por vir no Brasil: São Paulo (21/08), Brasília (23/08), Olinda (25/08) e Curitiba (27/08). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en