Setor de metais investe em práticas sustentáveis

Empresas têm apostado em práticas para minimizar resíduos

Setor de metais investe em políticas sustentáveis
Setor de metais investe em políticas sustentáveis (foto: Reprodução / Reichenbach Equipamentos)
15:46, 08 FevSÃO PAULO ZCC

(ANSA) - A atuação e a relevância das empresas que investem em materiais e tecnologias ecologicamente corretas têm aumentado a cada ano, principalmente em decorrência de exigências socioambientais e legislativas. Diversos mercados, incluindo o de metais, têm apostado em uma política mais sustentável.

Desde 2010, a Organização das Nações Unidas (ONU) estabelece que o conceito de desenvolvimento sustentável é baseado em três pilares: desenvolvimento econômico, social e proteção ambiental. Desta forma, a política de sustentabilidade de uma empresa ocorre mediante a implementação desses itens, que são interdependentes e se apoiam.

No ano passado, durante a Conferência das Nações Unidas sobre o Clima, a COP24, foi confirmado que companhias do mundo todo não devem mais ser vistas apenas como "culpadas", mas sim como parceiras indispensáveis para ações sustentáveis.
   

"Estamos sempre investindo em capacitação do corpo de projetos e engenharia, bem como na melhoria constante dos equipamentos, produzidos com uma base de pesquisa e desenvolvimento e com parcerias com os clientes", explicou Allan Werner, diretor da fabricante de maquinário Reichenbach Equipamentos.
   

Segundo ele, a retroalimentação de informações, além da pesquisa e do desenvolvimento de novas tecnologias, faz com que seja possível a produção de equipamentos cada vez mais eficientes para garantir produtos ecologicamente corretos.
   

Entre as ações para adotar uma política mais sustentável, a Reichenbach aposta no controle de qualidade, com uma "visão estratégica" de reaproveitamento e para diminuir e eliminar resíduos.
   

A empresa deve lançar uma linha de trefilação - processo de fabricação de arame e barras finas de metal - com tecnologia de economia e recuperação de energia elétrica entre os dias 1º e 3 de outubro, na Feira Internacional de Tubos, Válvulas, Bombas, Conexões e Componentes (Tubotech), em São Paulo.
   

O evento, realizado pela Associação Brasileira da Indústria de Tubos e Acessórios de Metal (Abitam) e organizado e promovido pela Cipa Fiera Milano, apresentará as inovações e últimas tendências do setor. A feira acontecerá simultaneamente à 4ª wire South America - Feira Internacional de Fios e Cabos.
   

Para Werner, as atitudes resultam em benefícios não apenas em produtividade, mas também em qualidade de produção e de ambiente de trabalho. "Os benefícios que essa política sustentável traz impulsionam ainda mais a busca pela melhoria constante dos processos e do produto final."

No entanto, o caminho rumo a uma "empresa verde" é repleto de desafios, principalmente no que diz respeito a treinamento e conscientização de colaboradores, fornecedores e clientes, no sentido de preservação, manutenção e aproveitamento ideal dos insumos para a minimização dos danos, explicou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA