Stefano Gabbana é criticado por 'vestir' Melania Trump

Futura primeira-dama usou look da marca italiana no Réveillon

Foto de Melania Trump postada por Stefano Gabbana
Foto de Melania Trump postada por Stefano Gabbana (foto: Reprodução/Instagram)
20:49, 05 JanWASHINGTON ZLR

(ANSA) - O estilista italiano Stefano Gabbana, da grife Dolce e Gabbana, recebeu críticas em seu perfil no Instagram por ter postado uma foto da futura primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, usando um vestido da marca.

A imagem foi tirada em uma festa de Réveillon em Palm Beach, na Flórida, e mostra a ex-modelo de origem eslovena com um elegante tubinho preto da D&G. Na legenda, o estilista a chamou de "mulher da Dolce e Gabbana" e a agradeceu por usar um look da grife.

No entanto, apesar das quase 14 mil curtidas, choveram comentários de norte-americanos revoltados com Stefano Gabbana por ele se associar à esposa de Donald Trump, embora a roupa tenha sido escolhida espontaneamente por Melania.

"Independentemente se ela é bonita ou não, você ficaria orgulhoso em vestir Eva Braun?", escreveu um usuário, fazendo menção à famosa amante de Adolf Hitler. "Vergonha, vergonha, vergonha", disse outro. Um terceiro seguidor afirmou: "Sério? Promovido por Melania? Você não tem nenhum problema ético com esse tipo de embaixador?".

Gabbana reiterou que não sabia que a esposa de Trump usaria um vestido da marca e salientou que a ex-modelo é uma mulher bonita, chamando os críticos de "ignorantes". Outros usuários também saíram em sua defesa, dizendo que a moda não pode se misturar com a política.

No passado, Stefano Gabbana e seu sócio, Domenico Dolce, já tinham se envolvido em polêmica ao criticar a prática da fertilização in vitro (FIV) por casais gays. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA