Melania Trump ganha indenização de tabloide que a chamou de prostituta

"Daily Mail" pagará US$ 3 milhões por chama-la de prostituta

Melania Trump ganha indenização de tabloide que a chamou de prostituta (foto: ANSA)
11:12, 12 AbrLONDRES ZBF

(ANSA) - A primeira-dama dos Estados Unidos, Melania Trump, receberá uma indenização milionária do tabloide britânico "Daily Mail", que havia publicado em agosto que a mulher do magnata Donald Trump atuara como "prostituta e acompanhante de luxo" nos anos 1990.
   

A quantia da indenização por danos morais não foi revelada. Mas, de acordo com fontes locais, o valor total a ser pago pelo tabloide, incluindo indenização e custos do processo, chegaria a US$ 3 milhões, muito inferior aos US$ 150 milhões exigidos pela primeira-dama.
   

O pagamento foi estipulado pela Alta Corte de Justiça de Londres que cuidou do processo aberto por Melania contra o jornal. "O artigo publicado em agosto pelo tabloide continha afirmações falsas e difamatórias que colocavam em dúvida a natureza de seu trabalho como modelo profissional", disse o tribunal.

Melania Trump, de 46 anos de idade, é uma ex-modelo eslovena-americana e terceira esposa de Donald Trump, quem conheceu em 1999 num evento de moda. Os dois se casaram em 2005.
    (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA