Academia do Oscar expulsa Bill Cosby e Roman Polanski

Medida faz parte do novo código de conduta da entidade

Roman Polanski, que dirigiu
Roman Polanski, que dirigiu "O Pianista", é acusado de abusar de menores de idade. (foto: EPA)
20:32, 03 MaiNOVA YORK ZLR

(ANSA) - A Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, responsável pelo Oscar, anunciou nesta quinta-feira (3) a expulsão do comediante Bill Cosby e do diretor Roman Polanski, ambos acusados de abuso sexual.

Através de uma nota, a entidade especificou que ambos "não são eticamente adequados a fazer parte da organização" e que o procedimento é fruto de seu novo código de conduta, estabelecido após os escândalos de assédio em Hollywood.

"O conselho continua a encorajar padrões éticos que sustentem os valores da Academia, que são de respeito à dignidade humana", concluiu o comunicado.

A ação ocorre uma semana após Cosby ser condenado por abuso sexual. O comediante pode pegar até 30 anos de prisão por drogar e estuprar uma funcionária da Universidade Temple, nos Estados Unidos.

Além desse caso, Cosby é acusado por mais dezenas de mulheres por episódios similares, envolvendo substâncias químicas e abuso.

Já as denúncias contra Polanski, que dirigiu "O Pianista", são de violência sexual contra menores de idade. O cineasta, que chegou a ser preso nos Estados Unidos, vive atualmente foragido na França. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA