Argento cancela acordo de US$ 380 mil e acusa ator de abuso

Atriz diz que, na verdade, foi vítima de Jimmy Bennett

Argento cancela acordo de US$ 380 mil e acusa ator de abuso
Argento cancela acordo de US$ 380 mil e acusa ator de abuso (foto: ANSA)
10:34, 05 SetNOVA YORK ZLR

(ANSA) - O advogado da atriz italiana Asia Argento, Mark Jay Heller, disse que ela não pagará o restante do acordo de US$ 380 mil com Jimmy Bennett, que a acusa de abuso sexual.

Além disso, afirma que, na verdade, Argento é quem foi atacada sexualmente pelo jovem. As informações são do site norte-americano "TMZ", o mesmo que divulgou a foto dos atores na cama e as mensagens que confirmam o caso.

O escândalo estourou quando o jornal "The New York Times" divulgou que Argento teria aceitado um acordo para impedir uma ação movida por Bennett. A atriz, que namorava o chef Anthony Bourdain, aceitou pagar a quantia estabelecida, mesmo considerando-a "exorbitante", para evitar o alvoroço. Até o momento, US$ 250 mil foram pagos a Bennett.

Entretanto, como Bourdain cometeu suicídio em junho deste ano, ou seja, não será mais afetado pela história, e uma vez que todo o caso veio à tona, Argento disse que não pagará o valor restante.

Além disso, Heller confirma que as mensagens enviadas por Argento, divulgadas pelo "TMZ", são reais e contam a verdade dos fatos daquela noite no Ritz-Carlton Hotel, na Califórnia. "O garoto com tesão pulou em cima de mim... eu fiz sexo com ele e foi estranho", contou a italiana para uma amiga. Essas mensagens, segundo o advogado, apontam que a atriz foi violentada sexualmente por Bennett.

Heller diz que foi uma escolha de Argento não processá-lo na época por agressão sexual. Além disso, afirma que a atriz não pretende processar Bennett agora, já que "reconhece que seu passado infeliz, sua carreira fracassada e o processo contra os próprios pais por apropriação indébita de mais de US$ 1,5 milhão podem explicar seu desespero para tentar tirar dinheiro de Asia e Bourdain por um incidente que aconteceu há cinco anos".

Assim que o escândalo estourou, no entanto, Argento negou que tivesse feito sexo com Bennett. O advogado afirma que a declaração foi honesta, já que um "encontro de uma noite" não se configura como relação.

A italiana é uma das líderes do movimento "Me Too" ("Eu Também"), que combate a violência sexual, mas viu sua imagem ser abalada pelo escândalo. Ela acabou afastada do programa de talentos "X Factor', do qual era jurada. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA