Acusado de homofobia, Kevin Hart desiste de apresentar Oscar

Comediante esclareceu que não quer ser uma "distração" no evento

Acusado de homofobia, Kevin Hart desiste de apresentar Oscar
Acusado de homofobia, Kevin Hart desiste de apresentar Oscar (foto: ANSA)
20:03, 07 DezNOVA YORK ZCC

(ANSA) - O comediante norte-americano Kevin Hart anunciou nesta sexta-feira (7) que não irá mais apresentar a 91ª edição da cerimônia do Oscar, depois de ser alvo de críticas provocadas após publicar piadas homofóbicas no Twitter.
   

A declaração foi dada depois que a organizadora da premiação, a Academia de Artes e Ciências Cinematográficas, pediu que ele escolhesse entre pedir desculpas publicamente ou perder o trabalho.

"Escolhi passar e não fazer o pedido de desculpas. E a razão pelo qual não o faço é porque já falei nisto várias vezes, não é a primeira vez que isto acontece, já apontei o que estava certo e errado, já esclareci quem eu sou agora em comparação com quem fui", disse.
   

Em seguida, em sua conta no Twitter, Hart esclareceu que não quer ser uma "distração" na noite que deve ser celebrada pelos artistas. Além disso, ele pediu "sinceras desculpas" à comunidade LGBTQ pelas "palavras insensíveis" que proferiu no passado.

"Lamento ter machucado as pessoas. Eu estou evoluindo e quero continuar fazendo isto. Meu objetivo é unir as pessoas, não separar. Muito amor e apreço pela Academia. Espero que possamos nos encontrar de novo", acrescentou.
   

Recentemente, diversas mensagens publicadas no Twitter voltaram à público. Em uma delas, datada de 2011, Hart diz que se seu filho quisesse brincar de bonecas, ele o proibiria e diria para parar de ser gay. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA