Fotógrafo de moda Peter Lindbergh morre aos 74 anos

Considerado 'pai' das supermodelos,ele ganhou fama nos anos 1990

Fotógrafo de moda Peter Lindbergh morre aos 74 anos
Fotógrafo de moda Peter Lindbergh morre aos 74 anos (foto: EPA)
13:58, 04 SetBERLIM ZCC

(ANSA) - O fotógrafo de moda alemão Peter Lindbergh, considerado um dos profissionais mais influentes dos últimos anos e famoso por retratar diversas supermodelos, morreu nesta terça-feira (3) aos 74 anos. A informação foi revelada pela família do alemão em sua página no Instagram.

"É com grande tristeza que anunciamos a morte de Peter Lindbergh em 3 de setembro de 2019, com 74 anos, deixando a sua mulher Petra, a sua primeira mulher Astrid, quatro filhos Benjamin, Jéremy, Simon e Joseph, e sete netos. Deixa um enorme vazio", diz o texto.

A mensagem é acompanhada por uma imagem fotografada por Lindbergh, que retrata um espaço vazio, em preto e branco, sua marca registrada e um ícone no mundo da moda. A causa e o local da morte não foram divulgados.

Ao longo de sua carreira, Lindbergh trabalhou com as revistas Vogue, Elle, Marie Claire, Vanity Fair. Ele ganhou fama nos anos 1990, quando foi considerado "pai das supermodelos" ao fotografar grandes nomes da moda, como Naomi Campbell, Cindy Crawford, Claudia Schiffer e Kate Moss.

O alemão também revolucionou a fotografia ao retratar outras modelos rompendo padrões, entre elas Catherine Deneuve e Linda Evangelista.

Entre os seus últimos trabalhos de destaque estão as imagens tiradas para o Calendário Pirelli de 2017 e a capa da edição de setembro da "Vogue" britânica, que tinha a Duquesa de Sussex, Meghan Markle, como editora convidada.

Em comunicado oficial, a família exaltou o talento do fotógrafo, nascido em 1944 em Leszno, na Polônia.

"Considerado um pioneiro em sua arte soube redefinir a fotografia de moda contemporânea e seus parâmetros de beleza, enaltecendo as mulheres de todas as idades", afirma. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA