Principal meta do Acordo de Paris já corre risco de fracassar

Órgão prevê aumento de 1,5ºC para os próximos cinco anos

Protesto na Suíça contra a decisão dos EUA de deixar o Acordo de Paris
Protesto na Suíça contra a decisão dos EUA de deixar o Acordo de Paris (foto: ANSA)
22:12, 02 FevROMA ZLR

(ANSA) - O objetivo mais ambicioso do Acordo de Paris sobre o clima - limitar o aumento da temperatura média do planeta a 1,5ºC em relação aos níveis pré-industriais -, pode fracassar em pouco tempo.

Segundo as previsões do Met Office, o serviço meteorológico nacional do Reino Unido, os termômetros da Terra podem alcançar essa marca já nos próximos cinco anos.

"Considerando que vimos temperaturas médias globais em torno de 1°C acima do nível pré-industrial nos últimos três anos, agora é possível que o aquecimento contínuo causado por gases de efeito estufa, juntamente com a variabilidade natural, exceda temporariamente 1,5ºC", explicou Stephen Belcher, cientista-chefe do Met Office.

Assinado em dezembro de 2015, o Acordo de Paris obriga os países signatários a manterem o aumento da temperatura média do planeta "bem abaixo" de 2ºC em relação aos níveis pré-industriais e a "prosseguir os esforços" para limitar esse crescimento a 1,5ºC.

Na ocasião, todos os países do mundo, com exceção de Nicarágua e Síria, firmaram o tratado. No entanto, em 2017, as duas nações prometeram entrar para o acordo, enquanto os Estados Unidos anunciaram sua saída, que só será consumada em 2020. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA