Calor na Europa faz geleiras da Groenlândia derreterem

Ilha perdeu 197 bilhões de toneladas de gelo somente em julho

Calor na Europa faz geleiras da Groenlândia derreterem
Calor na Europa faz geleiras da Groenlândia derreterem (foto: Ansa)
14:00, 03 AgoSÃO PAULO ZBF

(ANSA) - As altas temperaturas que têm atingido a Europa neste verão causaram efeitos drásticos na Groenlândia. A enorme ilha semiautônoma do território dinamarquês viu suas geleiras se desfazerem e virarem verdadeiros rios e cachoeiras. Em apenas um dia, 10 bilhões de toneladas de gelo derreteram e se deslocaram para o oceano.
   

O degelo foi registrado pelo Instituto Meteorológico da Dinamarca e teve seu pico na última quarta-feira (31). Os cientistas estimam que, em todo o mês de julho, 197 bilhões de toneladas de gelo derreteram na Groenlândia.
   

Apesar do degelo ser um fenômeno que ocorre todo ano durante o verão europeu na Groenlândia, desta vez o derretimento foi maior, pois a média dos últimos anos era de 60 a 70 bilhões de toneladas. Para efeitos de comparação, um bilhão de tonelada é o suficiente para encher 400 mil piscinas olímpicas. Em julho, portanto, o degelo equivaleu a quase 80 bilhões de piscinas olímpicas.

As temperaturas marcadas durante esta semana na ilha ficaram de 1 a 3 graus Celsius acima do normal para a época do ano e chegaram a ultrapassar os 20ºC. Isso fez com que 60% da superfície total de camada de gelo derretesse nesta semana, de acordo com simulações realizadas por modelos de computador.
   

E as estimativas dos especialistas dinamarqueses não são boas. "O calor e os dias ensolarados devem continuar na Groenlândia, ou seja, o derretimento prosseguirá", disse a meteorologista Ruth Mottram, do Instituto. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA