OMS propõe criação de 'banco de amostras' de patógenos

Ideia é acelerar e facilitar a adoção de contramedidas em crises

Ideia é ter um banco de dados global para ter uma resposta mais rápida em momentos de crises sanitárias
Ideia é ter um banco de dados global para ter uma resposta mais rápida em momentos de crises sanitárias (foto: EPA)
13:08, 13 NovROMA ZGT

(ANSA) - A Organização Mundial da Saúde (OMS) propôs nesta sexta-feira (13) criar um banco mundial com amostras de patógenos - vírus, bactérias, fungos, entre outros - para acelerar a resposta a crises sanitárias globais, dadas as dificuldades vividas durante a pandemia do coronavírus Sars-CoV-2.

"A pandemia nos mostrou que é urgente a necessidade de ter um sistema coordenado, em nível global, para o compartilhamento de amostras clínicas e de materiais patogênicos. Estamos propondo uma nova abordagem, que inclui um depósito para as amostras clínicas e de materiais patogênicos gerido pela OMS em uma estrutura suíça segura", disse o diretor-geral do órgão, Tedros Adhanom Gebreyesus.

A fala ocorreu durante o discurso de fechamento da 73ª Assembleia Mundial da Saúde e Adhanom afirmou que o "compartilhamento das amostras pode facilitar o rápido desenvolvimento de contramedidas médicas consideradas como bens públicos globais".

"Esse compartilhamento não pode ser baseado sobre acordos bilaterais e não pode demorar anos de negociação", acrescentou ainda, pontuando que a doação dos materiais deve ser feita de "maneira voluntária" e que a "OMS pode facilitar a transferência e o uso dos materiais e de uma série de itens com critérios - com base nos quais a OMS os distribuirá". (ANSA).

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA