STF arquiva denúncia de delator contra Aécio Neves

Sérgio Machado havia acusado senador de receber doações ilegais

Aécio Neves teria recebido doações de empreiteira para financiar campanhas
Aécio Neves teria recebido doações de empreiteira para financiar campanhas (foto: EPA)
17:06, 16 MarSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O ministro do Supremo Tribunal Federal Edson Fachin arquivou nesta quinta-feira (16) citação do ex-presidente da Transpetro, Sérgio Machado, sobre o senador Aécio Neves (PSDB-MG) no âmbito da Operação Lava Jato. Na decisão, Fachin entendeu que as imputações contra o parlamentar prescreveram no ano passado.

Em um de seus depoimentos de delação premiada, Machado disse que Aécio teria recebido doações de uma empreiteira e repassado os valores para candidatos apoiados pelo partido em 1998.

Na decisão, o ministro acolheu parecer da Procuradoria-Geral da República (PGR) e entendeu que o senador não pode ser mais punido pelo suposto crime de corrupção passiva. Dessa forma, não caberia a abertura de uma investigação.

"Considerando que os fatos supostamente teriam ocorrido entre os anos de 1998 e 2000, encontra-se fulminada pela prescrição a pretensão punitiva estatal", decidiu Fachin. (ANSA)

Fonte: Agência Brasil

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA