Aécio destitui Tasso do comando interino do PSDB

Senadores integram grupos rivais dentro do partido

Aécio destitui Tasso do comando interino do PSDB
Aécio destitui Tasso do comando interino do PSDB (foto: EPA)
17:04, 09 NovSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O presidente licenciado do PSDB, Aécio Neves, destituiu nesta quinta-feira (9) Tasso Jereissati do comando interino da legenda.

A decisão foi tomada após o senador cearense ter oficializado sua candidatura à presidência do partido. Segundo Aécio, o objetivo é deixar Tasso nas mesmas condições que o outro postulante, o governador de Goiás, Marconi Perillo.

O PSDB será comandado interinamente pelo ex-governador de São Paulo Alberto Goldman. Tasso assumira o cargo em maio passado, após o afastamento de Aécio por causa da delação premiada dos executivos da JBS, que o gravaram pedindo R$ 2 milhões.

A disputa interna entre os tucanos é acompanhada com atenção pelo governo de Michel Temer, já que pode levar à saída do partido da base aliada. O grupo de Tasso, que inclui a ala jovem da legenda, defende o rompimento com o governo, enquanto Aécio mantém o apoio ao peemedebista.

O presidente licenciado também está alinhado com Perillo, assim como os tucanos que ocupam cargos de ministro em Brasília. A disputa ameaça agravar o racha dentro do partido, fazendo com que alguns começassem a cogitar a hipótese de uma "terceira via": o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin, provável candidato a presidente em 2018.

Nas últimas eleições para o Palácio do Planalto, com exceção de 2014, o PSDB foi para a disputa dividido e acabou derrotado pelo PT. Seu melhor resultado neste século foi justamente com Aécio, quando a legenda se uniu em torno de seu nome e quase superou Dilma Rousseff.

O pleito para a presidência do PSDB está marcado para 9 de dezembro, na convenção nacional da sigla. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA