Temer vai à TV e defende reforma da Previdência

Presidente citou a Argentina como exemplo para o Brasil

Michel Temer durante cúpula do Mercosul, em Brasília
Michel Temer durante cúpula do Mercosul, em Brasília (foto: EPA)
20:54, 24 DezSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O presidente Michel Temer realizou neste domingo (24) um pronunciamento em rede nacional de rádio e televisão e aproveitou a véspera de Natal para defender sua reforma da Previdência, que está travada no Congresso.

Citando o exemplo da Argentina, que aprovou uma lei que altera o sistema de aposentadorias na última terça-feira (19), o peemedebista disse que essa é a única forma de garantir o pagamento dos benefícios no futuro.

"Não é uma questão ideológica ou partidária. É uma questão do futuro do país e para garantir que os aposentados de hoje e os de amanhã possam receber suas pensões. O nosso país vizinho, a Argentina, num gesto consciente e de união pelo país, deu exemplo e acaba de aprovar sua reforma", disse Temer.

Em seguida, ele afirmou ter "plena convicção" de que os parlamentares aprovarão a reforma da Previdência. "Tenho certeza de que eles não faltarão, como não faltaram nunca, ao nosso país", acrescentou.

A reforma devia ter sido votada pela Câmara dos Deputados neste ano, mas o governo não conseguiu os votos necessários para sua aprovação e decidiu adiá-la para o ano que vem - por ser uma proposta de emenda constitucional, ela precisa do apoio de dois terços dos parlamentares.

Em seu pronunciamento, Temer citou "conquistas" obtidas ao longo de 2017, como a redução dos juros, a reforma trabalhista e a saída da recessão, mas ignorou as duas denúncias contra ele, uma por corrupção e outra por organização criminosa e obstrução de Justiça, ambas rejeitadas pela Câmara.

"2017 foi um ano de grandes desafios para todos nós, mas também de conquistas importantes, e eu diria essenciais, para o país que queremos ser", declarou. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA