Após 2 meses preso, Lula lidera intenções de voto

Segundo Datafolha, Bolsonaro aparece na frente sem o petista

Após 2 meses preso, Lula lidera intenções de voto
Após 2 meses preso, Lula lidera intenções de voto (foto: ANSA)
11:04, 10 JunSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - Preso há mais de dois meses, o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva continua liderando com relativa folga a corrida para as eleições de 2018, segundo pesquisa divulgada neste domingo (10) pelo Datafolha.

O instituto cogitou quatro cenários, sendo que o ex-mandatário aparece em um deles, com 30% das intenções de voto. Em seguida aparecem Jair Bolsonaro (PSL), com 17%; Marina Silva (Rede), com 10%; Geraldo Alckmin (PSDB) e Ciro Gomes (PDT), com 6%; e Alvaro Dias (Podemos), com 4%.

Manuela D'Ávila (PCdoB) e Rodrigo Maia (DEM) oscilam entre 1% e 2% nos quatro cenários, enquanto Aldo Rebelo (SDD), Fernando Collor (PTC), Flávio Rocha (PRB), Guilherme Afif Domingos (PSD), Guilherme Boulos (PSOL), Henrique Meirelles (MDB), João Amoêdo (Novo), João Goulart Filho (PPL), Josué Alencar (PR) e Levy Fidelix (PRTB) ficam entre 0% e 1%.

Já Paulo Rabello de Castro (PSC) não pontuou. Outros 21% dos entrevistados dizem ainda não ter candidato quando Lula está na disputa. No segundo cenário, o ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad entra no lugar de Lula, mas com apenas 1% das intenções de voto.

Sem o ex-presidente, Bolsonaro aparece na liderança, com 19%, seguido por Marina (15%), Ciro (10%), Alckmin (7%) e Dias (4%). Mas o número de eleitores sem candidato sobe: 33%. O Datafolha também cogitou o ex-governador da Bahia Jacques Wagner no lugar de Lula, porém ele repete o desempenho de Haddad.

Bolsonaro também lidera com 19%, mas Marina cai para 14%. Os outros candidatos mantêm o desempenho. No quarto cenário, sem postulante do PT, o deputado federal do PSL repete os 19%, Marina volta a 15%, e Ciro sobe para 11%. Alckmin e Dias ficam nos mesmos patamares.

Nas simulações de segundo turno, Lula derrota todos os candidatos: Bolsonaro (49% a 32%), Alckmin (49% a 27%) e Marina (46% a 31%). Já o ex-governador de São Paulo ganha de Haddad (36% a 20%), mas perde de Ciro (31% a 32%), Marina (27% a 42%) e empata com Bolsonaro (33% a 33%).

Haddad também seria derrotado por Ciro (19% a 38%) e Bolsonaro (27% a 36%). Já Marina venceria Ciro (41% e 29%) e Bolsonaro (42% a 32%), enquanto o deputado federal perderia para o ex-ministro da Integração Nacional (36% a 34%).

O Datafolha também diz que 30% dos entrevistados votariam em um candidato indicado por Lula, e 51% rejeitariam. Por outro lado, 92% recusariam um postulante nomeado por Michel Temer. A pesquisa ouviu 2.824 pessoas, entre 6 e 7 de junho, em 174 municípios. A margem de erro máxima é de dois pontos percentuais. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en