Ex-governador Beto Richa deixa prisão no Paraná

Expoente tucano foi libertado pelo ministro do STF Gilmar Mendes

Beto Richa é candidato ao Senado pelo Paraná
Beto Richa é candidato ao Senado pelo Paraná (foto: Cassiano Rosário/Futura Press)
14:15, 15 SetSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O ex-governador do Paraná, Beto Richa (PSDB), deixou a prisão no início da madrugada deste sábado (15). Ele havia sido preso na manhã de terça-feira (13) no âmbito da Operação Rádio Patrulha, que investiga o suposto direcionamento de licitação para beneficiar empresários e o pagamento de propina a agentes públicos no Paraná.

Na noite de sexta (14), o ministro do Supremo Tribunal Federal (STF) Gilmar Mendes decidiu soltar a família Richa e mais 14 acusados que foram presos. Na saída da carceragam, o ex-governador disse à imprensa que está "de cabeça erguida" e que continua respondendo a todas as acusações "sem a menor dificuldade".

"O que fizeram comigo é uma crueldade enorme. Não merecia o que aconteceu. Foram dias de extremo sofrimento para mim e toda a minha família", afirmou, questionando o delator da operação, "cujo histórico de vida não demonstra nenhuma credibilidade". "E aí eu pergunto, vale a palavra dele ou vale a minha palavra?".

O ex-governador disse que quer voltar à vida normal e à sua campanha ao Senado. (ANSA)

Fonte: Agência Brasil

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA