Temer convida Bolsonaro para viagens internacionais

Próxima viagem do atual presidente será para a cúpula do G20

Temer convida Bolsonaro para viagens internacionais (foto: EPA)
17:13, 07 NovSÃO PAULO ZCC

(ANSA) - O presidente Michel Temer recebeu na tarde desta quarta-feira (7) seu sucessor Jair Bolsonaro e o convidou para participar de suas próximas viagens internacionais, incluindo a cúpula do G20, que reúne as 20 maiores economias do mundo, marcada para ocorrer no próximo dia 30 em Buenos Aires, na Argentina.

"Convidei o presidente Bolsonaro, se ele puder, para fazer viagens comigo para o exterior. Tenho viagens programadas, mencionei até o G20, será agora no fim do mês, não sei se o presidente poderá", afirmou.
   

Pela agenda, Temer também irá ao Chile no próximo dia 21 e à Cúpula Ibero-Americana, na Guatemala, entre os dias 15 e 16.
   

A declaração foi dada após o ato formal entre Temer e Bolsonaro para marcar o início da transição do governo atual para o eleito.

Durante seu pronunciamento, Bolsonaro agradeceu a gentileza do atual mandatário e disse que ainda poderá pedir sua ajuda. "O procurarei mais vezes até o final do ano, para que juntos possamos fazer uma transição - projetos do interesse do nosso Brasil", disse.
   

"O Brasil não pode se furtar do conhecimento daqueles que passaram pela Presidência", acrescentou Bolsonaro, ao lado de Temer.
   

Este foi o primeiro encontro entre o presidente eleito e o atual, desde a vitória de Bolsonaro, no último dia 28 de outubro. Na reunião, Temer entregou simbolicamente a chave do gabinete de transição, que funcionará no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), além de um livro de 247 páginas contendo o balanço de sua gestão.

Mais cedo, Bolsonaro visitou a sede do comando da Aeronáutica para participar de um café da manhã com representantes da Força Armada. Logo depois, encontrou o presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), ministro Dias Toffoli, e do Superior Tribunal de Justiça (STJ), João Otávio de Noronha. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA