Bolsonaro anuncia general como ministro da Defesa

A pasta será comandada pelo militar Fernando Azevedo e Silva

Fernando Azevedo e Silva está na reserva e é assessor político do presidente do STF, Dias Toffoli
Fernando Azevedo e Silva está na reserva e é assessor político do presidente do STF, Dias Toffoli (foto: Tomaz Silva/Agência Brasil)
16:04, 13 NovSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O presidente eleito Jair Bolsonaro confirmou nesta terça-feira (13) que o general de Exército Fernando Azevedo e Silva será o ministro da Defesa em seu futuro governo.

O anúncio foi feito via Twitter, pouco depois de Bolsonaro chegar em Brasília para mais uma série de reuniões de transição. Inicialmente, o plano do presidente eleito era dar a pasta ao general Augusto Heleno, mas o militar acabou alocado no Gabinete de Segurança Institucional.

Hoje na reserva, Azevedo e Silva foi chefe do Estado-Maior do Exército e comandante da Brigada Paraquedista. O general participou da formulação de propostas para a campanha de Bolsonaro e foi nomeado recentemente como assessor político do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli.

Até o momento, o presidente eleito já confirmou os nomes dos ministros de Economia (Paulo Guedes), da Justiça (Sérgio Moro), da Casa Civil (Onyx Lorenzoni), da Agricultura (Tereza Cristina), do GSI (Augusto Heleno) e da Ciência (Marcos Pontes). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA