Lula é condenado a 12 anos de prisão por sítio de Atibaia

Petista foi acusado de corrupção passiva e lavagem de dinheiro

Lula é condenado a 12 anos de prisão por sítio de Atibaia
Lula é condenado a 12 anos de prisão por sítio de Atibaia (foto: ANSA)
17:49, 06 FevSÃO PAULO ZBF

(ANSA) - O ex-presidente Luiz Inácio da Silva foi condenado a 12 anos e 11 meses de prisão nesta quarta-feira (6), no processo da Operação Lava Jato que apura se o petista recebeu propina de empreiteiras por meio da reforma de um sítio em Atibaia, no interior de São Paulo. Confira aqui o texto da sentença.

A sentença foi emitida pela juíza substituta Gabriela Hardt, da primeira instância, que ocupa o lugar de Sergio Moro, atualmente ministro da Justiça. O texto da sentença diz que Lula foi condenado por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Como a condenação ocorreu em primeira instância, Lula ainda pode recorrer da sentença. Em sua defesa, o ex-presidente insistiu na tese de que é alvo de uma perseguição política e negou ser dono do sítio.

O sítio em Atibaia pertence legalmente ao empresário Fernando Bittar, cuja família é amiga da de Lula há décadas. O ex-presidente e seus familiares eram frequentadores da propriedade e os investigadores encontraram itens pessoais do petista no imóvel.

De acordo com a denúncia do Ministério Público Federal (MPF), Lula foi um dos beneficiários de dinheiro desviado da Petrobras.

O petista teria recebido propina por meio das reformas no sítio pagas pelas empreiteiras Odebrecht, OAS e Schahin. A vantagem indevida somaria R$ 1,02 milhão.

O MPF também alega que Lula comandou o esquema de corrupção na Petrobras, através da nomeação de diretores que beneficiaram empreiteiras em contratos com a estatal.

Esta é a segunda condenação de Lula na Lava Jato. O ex-presidente já cumpre pena de 12 anos e 1 mês de prisão pelo caso do triplex do Guarujá, reformado pela OAS, caso pelo qual foi condenado em segunda instância e está recorrendo na terceira. Lula está preso na Superintendência da Polícia Federal em Curitiba desde abril do ano passado.

Ele é réu em mais cinco ações penais derivadas das operações Lava Jato e Zelotes em varas federais de Curitiba, Brasília e São Paulo.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA