'Lula deve ser colocado em liberdade', diz defesa

Advogada se pronunciou após divulgação de mensagens de Moro

Lula cumpre pena de oito anos e 10 meses de prisão em Curitiba
Lula cumpre pena de oito anos e 10 meses de prisão em Curitiba (foto: ANSA)
10:03, 10 JunBRASÍLIA ZLR

(ANSA) - A advogada Valeska Zanin Martins, que atua na defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, disse à ANSA nesta segunda-feira (10) que as mensagens secretas entre o ex-juiz Sergio Moro e o procurador federal Deltan Dallagnol são motivo suficiente para colocar o petista em liberdade.

"Ainda não estudamos as medidas que vamos levar adiante, mas, sem dúvidas, tudo isso é motivo para que o ex-presidente seja colocado em liberdade", disse Martins.

As mensagens foram reveladas pelo site The Intercept Brasil e mostram que Moro e Dallagnol combinavam e conversavam abertamente sobre aspectos da Lava Jato, embora o então juiz fosse responsável por julgar casos ligados à operação em primeira instância.

"Esse tipo de vínculo entre juiz e procuradores é completamente ilegal. Tudo isso confirma o que sempre dissemos: este foi um caso de perseguição política para retirar o ex-presidente das eleições do ano passado", acrescentou a advogada.

Moro, por sua vez, divulgou uma nota dizendo que o conteúdo das mensagens não revela "qualquer anormalidade ou direcionamento" de sua atuação como magistrado. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en