MP mira endereços ligados a Queiroz e parentes de Bolsonaro

Mandados de busca e apreensão são cumpridos no Rio de Janeiro

MP mira endereços ligados a Queiroz e parentes de Bolsonaro
MP mira endereços ligados a Queiroz e parentes de Bolsonaro (foto: Reprodução / SBT)
09:14, 18 DezSÃO PAULO ZCC

(ANSA) - O Ministério Público do Rio de Janeiro faz uma operação na manhã desta quarta-feira (18) em endereços ligados a Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (PSL-RJ), e a Ana Cristina Siqueira Valle, ex-esposa do presidente Jair Bolsonaro.

De acordo com informações reveladas pelo jornal "O Globo", os mandados de busca e apreensão são cumpridos no Rio de Janeiro e em Resende, no sul do estado.

As medidas cautelares foram solicitadas em uma investigação que apura um possível esquema de lavagem de dinheiro e desvio de verba pública. A Promotoria suspeita de um esquema conhecido como "rachadinha" no gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj) entre 2007 e 2018, época em que o filho do presidente ainda era deputado estadual e manteve Queiroz como seu funcionário.

Ainda segundo a publicação, estão na mira do MP sobretudo ex-assessores que já haviam tido o sigilo fiscal e bancário quebrado pelo Tribunal de Justiça do Rio em abril.

A investigação foi iniciada no ano passado, quando o antigo Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) identificou movimentações atípicas na conta de Queiroz.

A apuração chegou a ficar paralisada por mais de quatro meses por liminar do ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF). Na ocasião, o magistrado alegou que o Coaf não estava autorizado a compartilhar dados detalhados das movimentações bancárias. A tese, no entanto, foi derrotada no plenário no começo do mês. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA