Questionado sobre Queiroz, Bolsonaro se irrita, fala palavrão e ataca jornalistas

Presidente falou palavrão e atacou jornalistas em Brasília

Questionado sobre Queiroz, Bolsonaro se irrita, fala palavrão e ataca jornalistas
Questionado sobre Queiroz, Bolsonaro se irrita, fala palavrão e ataca jornalistas (foto: ANSA)
18:10, 20 DezSÃO PAULO ZBF

(ANSA) - O presidente Jair Bolsonaro fez um ataque verbal nesta sexta-feira (20) a jornalistas, em Brasília, que o questionavam sobre as suspeitas de que seu filho Flávio Bolsonaro tenha cometido lavagem de dinheiro.

Bolsonaro estava com apoiadores quando foi questionado sobre se considerava o filho inocente. "Eu não sou juiz, eu não sou juiz. Não tem problema comigo", disse o mandatário.

O presidente também comparou seu filho ao jogador Neymar. "Ele leva um montão de gente importante, ele ganha mais. É a mesma coisa que chegar pro Neymar: 'Por que está ganhando mais que os outros jogadores?' Porque ele é mais importante. Não é comunismo".

Em seguida, um repórter perguntou: "E se o seu filho tiver cometido algum deslize, presidente?". Ao responder, Bolsonaro questionou a sexualidade do jornalista. "Você tem uma cara de homossexual terrível, mas nem por isso eu te acuso de ser homossexual", disse o mandatário.

Sobre movimentações financeiras, o presidente também comentou o fato de Fabrício Queiroz ter depositado R$ 24 mil na conta da primeira-dama, Michelle Bolsonaro. Bolsonaro voltou a dizer que o dinheiro era para ele próprio, pois que se tratava da devolução de um empréstimo de R$ 40 mil, mas que não tem nenhuma prova da operação - como recibos, contratos ou declaração à Receita Federal.

"Eu é que emprestei. Eu conheço o Queiroz desde 85. Se ele, se ele cometeu algum deslize, ele que responda. Não sou eu", disse.

Questionado por um jornalista sobre a falta de recibos da operação de empréstimo a Queiroz, Bolsonaro voltou a usar tons ofensivos. "Pergunta para a tua mãe o comprovante que ela deu pro teu pai, tá certo? Você tem a nota fiscal desse negócio contigo no braço? Não tem. Tem a nota fiscal no teu sapato? Não tem, porra", disse.

"Olha só, uma pergunta a vocês. O processo é segredo de Justiça ou não é? Respondam? Respondam, porra", disse o presidente.

Na mesma entrevista, Bolsonaro usou um tom provocativo ao se dirigir a outro repórter que o questionava sobre a mudança da embaixada do Brasil em Israel para Jerusalém.

"Você pretende se casar comigo um dia?", disse. "Não seja preconceituoso, você não gosta de loiro de olhos azuis? Isso é homofobia, vou te processar por homofobia", continuou. "Não admito homofobia, você é homofóbico", insistiu. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA