Bolsonaro cogita cancelar viagem à Itália por coronavírus

Presidente programa ir ao país europeu no primeiro semestre

Jair Bolsonaro durante visita a Nova Délhi, na Índia
Jair Bolsonaro durante visita a Nova Délhi, na Índia (foto: ANSA)
11:30, 28 FevSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O presidente Jair Bolsonaro disse nesta quinta-feira (27) que pode cancelar uma viagem para a Itália prevista para o primeiro semestre por causa da epidemia do novo coronavírus no país europeu.

Bolsonaro, segundo a Folha, planejava colocar a Itália em um roteiro que também inclui Polônia e Hungria. Um dos objetivos da viagem seria visitar cidades de seus antepassados no país. "Pode ser que cancele a viagem para a Itália", declarou, de acordo com o diário O Globo, ao chegar ao Palácio da Alvorada.

Segundo pesquisa feita pelo sociólogo Daniel Taddone, Bolsonaro é descendente de italianos do Vêneto, da Toscana e da Calábria. Os avós maternos do presidente são da cidade toscana de Lucca, enquanto seu avô paterno, Angelo Bolsonaro, é de Pedreira (SP), mas filho de italianos da província de Pádua, no Vêneto.

Até o momento, a epidemia do novo coronavírus já contaminou 650 pessoas na Itália, de acordo com a Proteção Civil, ou 282, de acordo com o Instituto Superior da Saúde (ISS), responsável pelas contraprovas. 17 pessoas com o Sars-CoV-2 já morreram no país, mas a maioria sofria de outros problemas respiratórios. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA