Flávio Bolsonaro é denunciado por organização criminosa

Flávio Bolsonaro teria lavado pelo menos R$ 2,7 milhões obtidos com 'rachadinha'
Flávio Bolsonaro teria lavado pelo menos R$ 2,7 milhões obtidos com 'rachadinha' (foto: EPA)
01:29, 04 NovSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O Ministério Público do Rio de Janeiro denunciou o senador Flávio Bolsonaro, filho mais velho do presidente Jair Bolsonaro, pelos crimes de peculato, lavagem de dinheiro e organização criminosa.

Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, a denúncia foi ajuizada em 19 de outubro, mas chegou ao desembargador que cuida do caso, Milton Fernandes, apenas nesta terça-feira (3), já que o magistrado estava de férias.

O caso diz respeito às supostas "rachadinhas" no antigo gabinete de Flávio na Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj). Esse esquema consiste na divisão forçada dos salários de assessores parlamentares com os políticos que os contratam.

No caso de Flávio, o desvio teria sido operado pelo seu ex-assessor Fabrício Queiroz, que está em prisão domiciliar e também foi denunciado pelos mesmos crimes.

Segundo a denúncia, o filho de Bolsonaro lavou pelo menos R$ 2,7 milhões obtidos com as "rachadinhas", usando o dinheiro na compra de imóveis, em uma franquia da marca de chocolates Kopenhagen e para pagar despesas pessoais.

De acordo com a acusação, o senador é o líder da organização criminosa. (ANSA) 

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA