Sonda descobre condições para vida em lua de Saturno

Oceano possui moléculas de hidrogênio e dióxido de carbono

Ilustração da sonda Cassini na órbita de Saturno
Ilustração da sonda Cassini na órbita de Saturno (foto: EPA)
16:25, 13 AbrROMA ZLR

(ANSA) - A Nasa anunciou nesta quinta-feira (13) que uma das luas de Saturno, a Encélado, pode ter condições capazes de abrigar vida.

A descoberta foi publicada na revista "Science" e se baseia em dados coletados pela sonda Cassini, fruto de uma colaboração entre as agências espaciais dos Estados Unidos (Nasa), da Europa (ESA) e da Itália (ASI).

A pesquisa se concentrou no oceano de água líquida escondido sob a camada de gelo de Encélado, especialmente em fontes hidrotermais abundantes no polo sul da lua saturnal.

Nessa região, foram detectadas moléculas de hidrogênio e dióxido de carbono, "ingredientes críticos" para a metanogênese, processo de degradação anaeróbica efetuado por um tipo de micróbio semelhante às bactérias e pertencente ao domínio Archaea.

Esses organismos costumam habitar ambientes extremos, como fontes hidrotermais e oceanos, e produzir metano por meio da retirada de energia de materiais orgânicos. "É um passo importante para avaliar o quão habitável pode ser Encélado", comentou na revista o geoquímico Jeffrey Seewald, do instituto oceanográfico norte-americano Woods Hole.

Para a astrobióloga italiana Daniela Billi, da Universidade de Roma Tor Vergata, os novos dados sobre a lua de Saturno sugerem um cenário que recorda a Terra de 3,8 bilhões de anos atrás, quando fontes hidrotermais abrigaram as primeiras formas de vida. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA