App de corridas revela bases militares secretas dos EUA

Soldados podem ter revelado localização enquanto se exercitavam

Aplicativo de corrida revela bases militares secretas dos EUA
Aplicativo de corrida revela bases militares secretas dos EUA (foto: Divulgação/Strava )
10:54, 29 JanWASHINGTON ZGT

(ANSA) - Um aplicativo de corrida que mostra o percurso dos usuários pelo GPS, acabou mostrando a localização de bases militares norte-americanas secretas, em diferentes lugares do mundo, informou neste domingo (28) o jornal britânico "The Guardian". A afirmação foi feita com base nas observações feitas por analistas militares.

O app chamado Strava, lançado em novembro do ano passado, mostra mais de três trilhões de percursos de corredores em vários pontos ao redor do mundo. A cidade de Seattle, por exemplo, utiliza o aplicativo para o monitoramento e planejamento do tráfego rodoviário.

Segundo Nathan Ruser, membro do Institute for United Conflict Analysts, é simples olhar o mapa pelo aplicativo e perceber as intalações militares, ou até mesmo localizar bases em zonas de combate apenas observando dados de usuários.

Os mapas não são tão bons para as bases secretas que são visivilmente rastreáveis. "Se soldados usam o aplicativo como pessoas comuns, ligando-o quando vão se exercitar, isso pode ser especialmente perigoso", alertou Ruser em sua conta no Twitter.

Na escuridão de áreas vazias, qualquer movimento daqueles que utilizam o dispositivo são bastantes visíveis. E isso acontece com as bases militares já conhecidas, e também com as bases secretas. Ou seja, tudo o que se move pela área, provavelmente podem ser militares estrangeiros.

No Afeganistão e na Síria, usuários do Strava aparentam ser soldados estrangeiros. O jornal dá o exemplo da província afegã de Helmand, afetada pela guerra e com poucos moradores, que pode claramente ser vista por pontos escuros.

Tobias Schneider, analista independente de Londres, afirma que o uso do aplicativo vem sendo abordado pelo seu uso alternativo, o que pode colocar em risco total a segurança das forças armadas e suas estruturas nos cenários de guerra. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA