TSE estuda criar canal para combater fake news nas eleições

TSE se encontrou com representantes das principais redes sociais

TSE estuda criar canal para combater fake news nas eleições
TSE estuda criar canal para combater fake news nas eleições (foto: ANSA)
14:31, 01 FevSÃO PAULO ZGT

(ANSA) - Em ano de eleições presidenciais, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) se reuniu nesta quarta-feira (31) com os representantes do Google, Facebook, Twitter e WhatsApp para criar um canal de comunicação contra a disseminação de fake news.

O objetivo do TSE é facilitar a comunicação da Justiça Eleitoral com as principais redes sociais, tudo para que as notícias falsas não interfiram no processo eleitoral. Caso seja encontrada uma fake news, o meio de comunicação dará mais rapidez para que os conteúdos falsos sejam retirados.

O ministro e presidente do TSE, Gilmar Mendes, afirmou que preocupação "muito grande" com a disseminação de notícias falsas.

Para ajudar no combate contra as fake news, a Polícia Federal (PF) anunciou em janeiro que dará início a um grupo especial formado para evitar a disseminação das notícias falsas durante o período eleitoral.(ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA