Itália usará cidade para simular 'colônia' em Marte

Capua, na Campânia, receberá o experimento em 2020

Planeta Marte retratado na ficção
Planeta Marte retratado na ficção (foto: ANSA)
18:56, 08 MaiROMA ZLR

(ANSA) - O Centro Italiano de Pesquisas Aeroespaciais (Cira) realizará uma série de testes na cidade de Capua, na Campânia, para simular uma colônia humana em Marte.

Os experimentos ocorrerão a partir de 2020 e, de acordo com Paolo Annunziato, presidente do Cira, "serão concluídos entre 2022 e 2023".

A estrutura será composta por uma estufa para cultivar plantas, laboratórios grandes como silos - construção utilizada para armazenar produtos agrícolas -, uma área habitacional para a vida cotidiana dos astronautas e uma zona para testar o movimento de robôs e drones.

Em outras palavras, será como um grande laboratório que permitirá replicar o ambiente marciano, com sua devida temperatura, radiação, pressão e circulação dos ventos.

"O objetivo é desenvolver uma série de soluções tecnológicas para a futura colonização de Marte", explicou Roberto Battiston, presidente da Agência Espacial Italiana (Asi).

"Visamos também consolidar o papel da pesquisa aeronáutica e aeroespacial do nosso país no contexto internacional", acrescentou.

Segundo Annunziato, "a ideia é trabalhar em colaboração com outras agências espaciais", pois "ninguém está apto a resolver sozinho todos os problemas tecnológicos para levar e trazer seres humanos a Marte". (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA