Saiba como tecnologia pode ajudar portadores de deficiência

Feira reunirá soluções em produtos embasadas em pesquisas

Saiba como tecnologia pode ajudar portadores de deficiência
Saiba como tecnologia pode ajudar portadores de deficiência (foto: Divulgação/ Refresh Brazil)
23:13, 27 DezSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - O uso da tecnologia não revolucionou apenas o mercado de eletrônicos, mas também tem gerado melhorias em equipamentos destinados a facilitar a vida e mobilidade de pessoas portadoras de deficiência.

Geralmente, indivíduos com necessidades especiais enfrentam inúmeras dificuldades em seus ambientes de estudo, trabalho e até mesmo lazer. Isso porque não conseguem se adaptar a muitas práticas do cotidiano.

No entanto, atualmente, diversas empresas são especializadas na fabricação de produtos inovadores que buscam promover a inclusão social, com novidades que vão de softwares a artigos de robótica.

"Existe a tecnologia embarcada, que usa equipamentos elétricos, robôs, e existe a tecnologia assistiva, que é aquela na qual a pessoa maneja e domina o aparelho", explica Armando Fantini, diretor da Refresh Brazil, empresa de equipamentos acessíveis.

A marca, que se uniu ao Instituto Supereco para atender à demanda da sustentabilidade e acessibilidade, é responsável pela criação de duchas ecológicas, cadeiras de rodas que podem ser utilizadas tanto na praia quanto em trilhas e de uma passarela modular de bambu acessível para cadeirantes, entre outros.

"A evolução da tecnologia ajuda a tornar a vida das pessoas mais fácil e agradável. A gente entende como inclusão social você igualar todas as pessoas em uma atividade, unir várias habilidades", acrescentou Fantini.

Recentemente, um grupo de designers do Opendot, centro italiano de pesquisa e inovações, também criou uma linha com oito itens feitos para pessoas com deficiências motoras, incluindo até uma bicicleta com suporte para as costas e guidão ajustável e um "glifo", acessório que facilita o desenho e a escrita.   

Devido ao avanço tecnológico, outros produtos também têm proporcionado mais condições de inclusão, como as bengalas luminosas, as pernas robóticas, o mouse ocular e visual, o teclado virtual, o guincho de piscina, o stand table, que permite que o portador de deficiência física se locomova na posição ereta, e um robô que aumenta a força.

A acessibilidade também está ligada a oportunidades, tema que será discutido na principal feira do setor na América Latina, que acontece em São Paulo, entre os dias 13 e 16 de junho de 2019.

Organizada e promovida pela Cipa Fiera Milano, a Reatech - Feira Internacional de Tecnologias em Reabilitação, Inclusão e Acessibilidade reunirá cerca de 300 expositores, entre agências de emprego voltadas para pessoas com mobilidade reduzida, instituições financeiras, departamentos de recursos humanos, indústrias farmacêuticas, empresas dos segmentos de animais treinados, veículos adaptados, entre outros nichos.

Durante os quatro dias, um dos pavilhões do São Paulo Expo Exhibition & Convention Center apresentará atividades culturais e sociais, como equoterapia, test drive de carros adaptados, seminários, workshops e oficinas, além de mostrar tecnologias embasadas em estudos, pesquisas e inovações. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA