Twitter anuncia banimento de anúncios políticos

Não será mais permitido impulsionar tuítes políticos

Twitter anuncia banimento de anúncios políticos
Twitter anuncia banimento de anúncios políticos (foto: EPA)
20:21, 30 OutNOVA YORK ZBF

(ANSA) - O CEO do Twitter, Jack Dorsey, informou nesta quarta-feira (30) que a plataforma irá abolir os anúncios políticos a partir de 22 de novembro.

A medida impedirá que tuítes de caráter político sejam impulsionados mediante pagamento dentro do Twitter e afetará mundialmente candidatos, partidos e grupos interessados contra ou a favor de alguma causa.

"Tomamos a decisão de bloquear todas as inserções publicitárias políticas a nível global", disse Dorsey.

"A publicidade na internet é muito potente e eficaz, mas comporta significativos riscos políticos quando pode ser usada para influenciar votos", ressaltou. Segundo o CEO do Twitter, "isso não tem nada a ver com a liberdade de expressão".

"Tem a ver com pagar [para alcançar um público mais amplo] e isso gera ramificações significativas que a arquitetura democrática de hoje pode não ser capaz de gerenciar". "Os anúncios políticos apresentam desafios ao discurso cívico, com microdirecionamento de anúncios, envio de informações falsas e deep fakes, em uma escala rápida e veloz", argumentou.

A decisão do Twitter e as falas de Dorsey foram vistas como uma alfinetada no Facebook e em Mark Zuckerberg, que recentemente comentou que a rede social continuaria a permitir anúncios ou postagens mentirosas que partem de políticos, em nome da liberdade de expressão. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA

archivado en