Itália "trabalha intensamente" para Expo, diz Napolitano

As obras de quase todos os países já começaram

Presidente italiano, Giorgio Napolitano
Presidente italiano, Giorgio Napolitano (foto: ANSA)
14:00, 22 AbrROMA ZSG

(ANSA) - A cidade de Milão está "trabalhando intensamente" para fazer da Expo Milão 2015 um "sucesso estrondoso", disse o presidente italiano, Giorgio Napolitano, enquanto recebia 50 líderes europeus e asiáticos no Fórum Econômico Ásia-Europa (ASEM) na capital da Lombardia. "Com confiança e esperança, a Itália está trabalhando intensamente na Expo 2015 e no seu tema 'Alimentando o Planeta: Energia para a Vida'", disse Napolitano a chanceler alemã Angela Merkel e ao presidente russo, Vladimir Putin, e ao premier chinês, Li Keqiang, entre outros líderes. "Esse é o novo e maravilhoso evento que nós lhes daremos aqui em Milão no próximo mês de maio, senhora e senhores, líderes e suas delegações", disse o presidente italiano, que ressaltou a importância da Expo Milão 2015. O presidente da Expo Milão 2015, Guiseppe Sala, disse a Napolitano no meio da reunião que "em pouco tempo, talvez em questão de semanas, nós poderemos anunciar a participação de outro grande país, significativo e não esperado", atingindo a meta da Expo de sediar pelo menos 53 pavilhões. A construção já começou em quase todos os pavilhões de países e o trabalho do resto deles começará em, no máximo, duas semanas, disse Sala. Ele completou que, no pior panorama possível, todas as obras estarão sendo feitas até o final de outubro. O único atraso de construção envolve a estrutura principal da Expo entre as ruas Cardo e Decumano, disse Sala. E um dos pavilhões que ainda não começou a ser construído é o da França, que estará localizado perto do italiano. Em contraste, o quarto andar do pavilhão italiano será acabado em breve, demonstrando a rapidez da construção no local. O trabalho está sendo feito rapidamente já que "está aparente para todos que caminham por aqui", disse Sala a repórteres. Enquanto isso, o prefeito de Nova York, Bill De Blasio, disse que visitará a feira universal com a sua família. Ele chegou a dizer que ele está "realmente querendo participar desse evento fascinante". O prefeito da cidade norte-americana também disse que irá assinar o Pacto de Nutrição Urbana, que está sendo trabalhado em Milão baseado na feira.
    "Nós temos os mesmos objetivos que De Blasio, como a luta pela desigualdade. Nós também temos grandes expectativas pelos resultados. Estou convencido que na união entre Milão e Nova York grandes coisas podem ser feitas", explicou o prefeito de Milão, Giuliano Pisapia. A Expo Milão 2015 acontece entre maio e outubro do ano que vem e vai discutir temas como nutrição, segurança alimentar, práticas sustentáveis, além de celebrar as culturas culinárias globais.
    (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA