Facebook censura imagem de estátua de Netuno nua

Obra de arte fica há 500 anos no centro de Bolonha, na Itália

Praça Netuno, em Bolonha (foto: Ansa)
20:14, 04 JanBOLONHA ZLR

(ANSA) - O Facebook pediu desculpas nesta quarta-feira (4) por ter censurado uma foto da estátua de Netuno, em Bolonha, no norte da Itália, postada pela escritora Elisa Barbari.

A imagem da escultura, que retrata o deus dos mares nu e está há quase 500 anos na praça de Netuno, havia sido colocada na página "História, curiosidades e visões de Bolonha", usada pela autora para promover a cidade.

"Queria impulsionar minha página, mas, para o Facebook, a foto do nosso Gigante é um conteúdo explicitamente sexual que mostra excessivamente o corpo ou se concentra em uma parte do corpo sem ser necessário. Que coisa de louco!", escreveu Barbari em protesto.

Depois de muitas críticas e da repercussão negativa, a equipe de Mark Zuckerberg se apressou em remediar o erro e admitiu que a foto da estátua "não é uma imagem com conteúdo explicitamente sexual".

"Examinamos toda semana milhões de imagens publicitárias e, em alguns casos, cometemos erros. Essa imagem não viola nossas políticas, e nos desculpamos pelo erro. Também já comunicamos a usuária que a imagem foi aprovada", disse um porta-voz da rede social.

Não é a primeira vez que o Facebook se envolve em polêmica por causa de censuras. Em 2016, a rede bloqueou a foto mais icônica da guerra do Vietnã, que mostra uma garota de nove anos fugindo de ataques com napalm e havia sido postada por um norueguês. A histórica imagem teria "violado as regras de nudez" do site, que mais tarde reconheceu o erro. Na ocasião, o autor do post acusou Zuckerberg de "abuso de poder".

Além disso, novamente em 2016, o Facebook chegou a bloquear a foto de uma tela de Caravaggio publicada pelo brasileiro Hamilton Moura Filho Desivel. Também neste caso, a rede pediu desculpas. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA