Veja as principais atrações da Pitti Uomo em Florença

91ª edição do evento de moda masculina reúne mais de mil marcas

Pitti Immagine Uomo em Florença (foto: ANSA)
14:28, 11 JanROMA ZGT

(ANSA) - A 91ª edição de um dos maiores eventos de moda masculina da Itália, Pitti Immagine Uomo, começa nesta terça-feira (10) no salão do Palácio Pitti, em Florença, e vai até o dia 13 de janeiro.

O evento que abre as passarelas de 2017 para o mundo da moda é considerado um termômetro para o comércio do setor, e claro, a primeira mostra das principais tendências deste ano.

A edição gira em torno do slogan "Pitti Dance Off". Um conceito de vestimentas confortáveis que permitam a liberdade de expressão e de movimentos, sem perder a elegância e estilo.

A nova tendência da moda masculina vai mais à frente do comum "sportwear", e por isso, 1.120 marcas convidadas do mundo todo, mostrarão a força do "activewear" nas suas coleções. Um novo conceito de vestuário para homens que comportam a fineza de "gentleman" mas que necessitam de proteção e conforto para enfrentar as "aventuras" das ruas de grande metrópoles.

Personagens do mundo fashion também serão lembrados no evento, como o lançamento do casaco "Marcelo" da marca italiana Paltò, em referência aos 20 anos da morte do ícone do cinema da Itália, Marcelo Mastroianni. Já a marca de "knitwear", Carlo Volpi, lançará sua nova coleção de outono-inverno 2017-18 com música e performance do artista italiano Ernesto Tomasini.

E, em comemoração aos 10 anos da marca veneziana de sneakers Golden Goose Deluxe Brand, mais conhecida como GGDB, acontecerá uma grande instalação sobre o tema skate.

Além de outras marcas já conhecidas e jovens brands que foram colocadas em foco pelo salão, há alguns destaques nesta edição: como as coreanas Bmue(Te) e Ordinary People, a estreia da marca norte-americana Tommy Hilfiger no salão e do designer belga Tim Coppens.

Mas, nem tudo é apenas tendências, estilo e conceitos artísticos. O presidente da Pitti Immagine, Gaetano Marzotto, durante discurso de abertura nesta terça, lembrou das dificuldades do setor no mercado. "Estamos em um momento de grande incerteza, onde o cenário político e econômico visto pela indústria da moda dependerá das eleições na França e na Alemanha, e talvez na Itália - mas esperamos que não", afirmou Marzotto.

Marzotto ainda enfatizou que os três dias de evento trarão roupas de mais de 700 marcas "Made in Italy", mas também do mundo todo. "A moda italiana precisa de estabilidade. Queremos estabilidade sobretudo no mercado europeu: nos dêem um pouco de serenidade, menos burocracia, menos taxas, mais competividade do sistema estrangeiro e mais investimento na educação", finalizou.

Ainda durante a inauguração da 91ª edição, o prefeito de Florença, Dario Nardella, deixou uma mensagem de recordação: "Para a amiga Franca Sozzani: queremos recordar quanto você fez para a moda italiana e também para esta cidade". Sozzani era a diretora da revista de moda "Vogue Itália" e faleceu no dia 22 de dezembro de 2016. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA