Brasil e Itália ficam de fora de indicações ao Oscar

'O Grande Circo Místico' e 'Dogman' não foram selecionados

Brasil e Itália ficam de fora de indicações ao Oscar (foto: Ansa)
08:49, 18 DezROMA ZBF

(ANSA) - O Brasil ficou de fora, mais uma vez, da disputa pelo Oscar de Melhor Filme Estrangeiro. Escolhido pela Academia Brasileira de Cinema para representar o país na disputa por uma indicação, o filme "O Grande Circo Místico", do diretor Cacá Diegues, ficou de fora da pré-lista divulgada na segunda-feira (17).

O Brasil não consegue uma indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro desde 1999, com "Central do Brasil". A cerimônia de premiação do Oscar acontece no dia 24 de fevereiro de 2019, nos Estados Unidos. Os cinco filmes finalistas da disputa serão anunciados em 22 de janeiro.

Itália - A Itália também não concorrerá. O filme "Dogman", de Matteo Garrone, não está na pré-lista de selecionados. Mas o país ainda está na briga na categoria de "melhor cabelo e maquiagem" e "melhor canções original" com o filme "Suspiria", de Luca Guadagnino.

As nove produções que seguem na disputa pelo Oscar de filme estrangeiro: "Pássaros de Verão" (Colômbia/ Cristina Gallego), "Culpa" (Dinamarca/Gustav Moller), "Never Look Away" (Alemanha/Von Donnersmarck), "Assunto de Família" (Japão/ Hirokazu Koreeda), "Ayka" (Cazaquistão/Sergei Dvortsevoy), "Cafarnaum" (Líbano/Nadine Labaki), "Roma" (México/ Alfonso Cuaron), "Guerra Fria" (Polônia/ Pawel Pawlikowski), "Em Chamas" (Coreia do Sul/ Lee Chang-dong). (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA