Bolsa cai e dólar dispara após reeleição de Dilma

Mercados sentiram o efeito da vitória da candidata petista

A petista obteve 51,64% dos votos válidos, contra 48,36% do seu adversário (foto: EPA)
17:04, 27 OutSÃO PAULO ZBF

(ANSA) - Como esperado por analistas, a cotação do dólar disparou nesta segunda-feira (27), enquanto a Bolsa de Valores registrava quedas de quase 6% em sua abertura, como efeitos da reeleição da presidente Dilma Rousseff (PT). Nos primeiros negócios, a moeda norte-americana chegou a atingir R$ 2,56, valor máximo registrado desde 2008.
    A Bovespa também reagiu mal aos acontecimentos políticos. Às 11h, o índice Ibovespa caía 5,04%, a 49.325 pontos. Antes, chegou a recuar 6%. As ações da Petrobas, alvo de um escândalo de corrupção, tiveram quedas de 13%. Já os papeis do Banco do Brasil caíram 8%. O ministro da Fazenda, Guido Mantega, disse que pretende dar uma coletiva de imprensa ainda nesta segunda-feira. O secretário-executivo do Ministério da Fazenda, Paulo Rogério Caffarelli, também informou que haverá "várias" medidas de estímulo à economia. Um dos principais desafios do novo governo de Dilma é controlar a inflação e retomar o crescimento econômico do país. Com 100% das urnas apuradas, a petista obteve 51,64% dos votos válidos, contra 48,36% do seu adversário, o tucano Aécio Neves. Como mostram os números, foi uma vitória apertada, precedida por uma campanha eleitoral marcada por ataques - a mais agressiva desde o retorno da democracia. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA