Telecom volta a negar rumores sobre fusão entre TIM e Oi

Boatos ganharam força após entrevista do egípcio Naguib Sawiris

Naguib Sawiris quer recuperar a Oi e uni-la à TIM Brasil
Naguib Sawiris quer recuperar a Oi e uni-la à TIM Brasil (foto: EPA)
17:35, 10 JanMILÃO ZLR

(ANSA) - A Telecom Italia voltou a negar nesta terça-feira (10) rumores sobre uma eventual fusão entre sua subsidiária TIM Brasil e a Oi, fortalecidos após uma entrevista do bilionário egípcio Naguib Sawiris ao jornal "Folha de S. Paulo".

Ao diário paulista, o magnata disse que virá ao Brasil nas próximas semanas para convencer o governo de que é a "melhor opção" para salvar a Oi, empresa que está em recuperação judicial e possui uma dívida de R$ 65,4 bilhões.

Na entrevista, Sawiris afirmou ainda que, após a retomada da operadora, poderá avaliar uma fusão com a TIM, companhia pela qual já havia demonstrado interesse em 2014. "Não há nenhuma intenção de unir a TIM Brasil com a Oi, e os boatos da imprensa não têm fundamento", garantiram fontes da Telecom Italia.

Nos últimos anos, circularam rumores sobre uma possível união entre as duas empresas, mas a negociação foi negada repetidas vezes tanto pela Telecom quanto pela TIM. Em outubro passado, o presidente da subsidiária brasileira do grupo italiano, Stefano De Angelis, declarou que não pretendia nem olhar para a Oi por pelo menos seis meses.

Segundo o executivo, a operadora possui problemas nos quais a TIM "não quer se meter" - o pedido de recuperação judicial da Oi é considerado o maior da história do Brasil.

Posicionamento da TIM Brasil

Em nota à imprensa, a "TIM Brasil também reitera que qualquer rumor sobre hipótese de integração entre TIM e Oi é absolutamente sem fundamento e nenhuma iniciativa nesse sentido faz parte dos planos da empresa. Não temos interesse”, informou Mario Girasole, VP Regulatório, Institucional e de Relações com a Imprensa. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA