Volks fecha porta à FCA e nega disposição para conversar

CEO da Fiat Chrysler havia dado sinal de abertura à concorrente

Matthias Müller disse que se preocupa apenas com a Volkswagen
Matthias Müller disse que se preocupa apenas com a Volkswagen (foto: AP)
16:33, 08 MarGENEBRA ZLR

(ANSA) - Um dia após o sinal de abertura dado pelo CEO da Fiat Chrysler Automobiles (FCA), Sergio Marchionne, seu homólogo da Volkswagen, Matthias Müller, afirmou nesta quarta-feira (8) que não está disposto a falar com a concorrente.

Na última terça, repercutindo a compra da alemã Opel e da britânica Vauxhall pelo grupo francês Peugeot-Citroën (PSA), Marchionne havia dito que esperava que a Volks se apresentasse à FCA em algum momento para "conversar".

"Não estou disposto a conversas, me preocupo apenas com a Volkswagen, não com a FCA", declarou Müller, que está na Suíça para o Salão Internacional do Automóvel de Genebra, que acontece entre os dias 9 e 19 de março.

"Não vemos Marchionne há meses, não o encontramos. Temos outras preocupações no momento", acrescentou o CEO da montadora alemã. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA