Itália registra menor taxa de desemprego em 4 anos

Índice encerrou 2016 em 11,7%, contra os 11,9% do ano anterior

Manifestação contra altos índices de desemprego na Itália
Manifestação contra altos índices de desemprego na Itália (foto: ANSA)
15:19, 10 MarROMA ZLR

(ANSA) - Pela segunda vez consecutiva, a taxa de desemprego na Itália encerrou o ano em queda, em sintonia com a retomada - ainda lenta - da economia do país.

Segundo dados divulgados nesta sexta-feira (10) pelo Instituto Nacional de Estatística (Istat), o índice terminou 2016 em 11,7%, uma redução de 0,2 ponto percentual em relação aos 11,9% de 2015. Em 2014, a cifra havia sido de 12,7%.

A taxa também é a menor desde 2012, quando o desemprego fechou na casa de 10,7%. Já o número de cidadãos ocupados na Itália cresceu 1,3% no ano passado, o que representa um ganho de 293 mil postos de trabalho. Por sua vez, a taxa de emprego chegou a 57,2%, sendo 48,1% entre as mulheres e 66,5% entre os homens.

Também há uma grande discrepância nesse índice entre o norte e o sul do país: na Itália setentrional, o nível de emprego atingiu 65,9%, enquanto na faixa meridional da península a cifra é de 43,4%. No norte, a taxa de desocupação é de 7,6%, contra 19,4% no sul.

Recentemente, a Itália divulgou um crescimento de 0,9% em seu Produto Interno Bruto (PIB), o melhor resultado desde 2010. Contudo, um relatório da Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Econômico (Ocde) diz que o desempenho da economia do país não deve ultrapassar o patamar de 1% nos próximos dois anos. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA