Lucro da TIM Brasil sobe quase 90% no 1º trimestre

Empresa vem se concentrando nos segmentos pós e residencial

Lucro da TIM Brasil sobe quase 90% no 1º trimestre
Lucro da TIM Brasil sobe quase 90% no 1º trimestre (foto: Ansa)
15:09, 09 MaiSÃO PAULO ZLR

(ANSA) - A TIM Brasil registrou crescimento de 89,1% no lucro líquido no primeiro trimestre de 2018, que chegou a R$ 250 milhões. Os resultados da operadora foram divulgados nesta quarta-feira (9).

A receita líquida da empresa no período aumentou pelo quinto trimestre consecutivo, batendo na casa de R$ 4,1 bilhões, alta de 4,8% na comparação com os três meses iniciais de 2017. Já a margem Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) atingiu 35,5%, maior valor trimestral da história da TIM.

Entre janeiro e março de 2018, a operadora teve expansão de 27,4% nos usuários TIM Live e de 20,5% nos clientes pós-pagos.

"Os resultados do primeiro trimestre confirmam a estratégia assertiva da companhia, com uma trajetória consistente de crescimento e destaque para o aumento expressivo da nossa base de valor, representada pelos clientes pós-pago e residenciais", disse o CEO da TIM Brasil, Stefano de Angelis.

"Seguimos trabalhando para ser a melhor operadora de telecomunicações do Brasil. O foco se manterá na qualidade e na experiência do usuário, na expansão da cobertura 4G e capacidade de nossa rede, nas ofertas diferenciadas e na digitalização do relacionamento com o cliente. Dessa forma, continuaremos a entregar os melhores resultados operacionais e financeiros", garantiu.

De forma geral, a TIM teve queda de 6,4% em sua base de clientes, principalmente em função do segmento pré-pago (-15,3%), mas esses números são compensados pela evolução na receita média por usuário no serviço móvel (R$ 21,6) e do TIM Live (R$ 70,8). Isso confirma a estratégia da operadora de focar nos setores pós-pago e residencial.

Atualmente, a rede 4G da empresa atinge 3.110 cidades e cobre 92% da população urbana do Brasil. (ANSA)

Todos los Derechos Reservados. © Copyright ANSA